Caderno de Uma Aprendiz

Publicado em: 11/08/2011

Desbravar os terrenos da arte e da comunicação unindo, assim, duas grandes paixões, foi a motivação que a jornalista Daniele Aoki, aprendiz de Atuação da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, precisava para montar seu blog “Caderno de Um Aprendiz”.

 

Ontem (9/8), Daniele participou do primeiro Panorama dos Cursos da SP Escola de Teatro, no qual são apresentados aos aprendizes, os pactos de trabalho e as propostas a serem desenvolvidas no decorrer do semestre e, ao término do dia, Daniela, ativou seu espírito jornalístico e fez um relato sobre a experiência no blog.

 

Leia as impressões da aprendiz abaixo.

 

“O Olho de Olho no Olho do Mundo”

 

Foi assim que Francisco Medeiros, coordenador do curso de Atuação da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, levantou uma provocação para os aprendizes, como foco de estudo do Módulo Amarelo.

 

Medeiros também nos trouxe a imagem da porta grega, que diferente da porta ocidental, abre para fora da nossa casa, ou seja, o indivíduo se abre para o mundo, quando sai de sua casa, e se fecha do mundo, quando volta para a intimidade de sua casa.

 

Ontem, coordenadores e formadores dos oito cursos da SP Escola de Teatro fizeram breves explicações sobre as linhas de trabalho de cada curso para que daqui três semanas, no início do Experimento, não sejamos pegos de surpresas com ideias distintas das nossas.

 

O primeiro coordenador que entrou na sala 26 foi J.C Serroni, de Cenografia e Figurino, que nos contou que o trabalho dos aprendizes terá o desafio de transformar uma narrativa em imagens e que as pesquisas realizadas serão expostas em painéis nos corredores da Escola, para que, a partir disso, surjam novas ideias.

 

Juliana Jardim, Raul Barretto, do curso de Humor, e Francisco Medeiros e Filipe Brancalião, do curso de Atuação, foi o segundo grupo de encontrou os aprendizes na sala 26. Juliana frisou o estudo do narrador como sujeito que está em cena: o narrar e o fazer.

 

Filipe levantou a questão do tempo e como o presente e passado se relacionam. Além de ressaltar que, durante o processo de troca com o povo brasileiro e de pesquisa em sala de aula, não deixemos de lembrar a frase inicial do livro de João Ubaldo: “O segredo da verdade é que não existem fatos e sim histórias”, para que ela nos auxilie nos momentos de desapego a ideias, por exemplo.

 

Ainda no final da tarde, tivemos a visita de Alessandro Toller e do novo formador de Dramaturgia, de Rodolfo García Vázquez, coordenador do curso de Direção, que iniciou o encontro lendo o texto, “Direitos do Leitor”, de Daniel Pennac.

 

O nosso dia foi finalizado com Guilherme Bonfanti, Iluminação, e Raul Teixeira, do curso de Sonoplastia.

 

Este foi o primeiro Panorama dos Cursos da SP Escola de Teatro e algumas das linhas de trabalho para o Módulo Amarelo.
 

Texto abertura: Renata Forato