EN | ES

Cadê Meu Nariz?

Publicado em: 15/10/2010

Um palhaço é demitido do circo e vai dormir em um banco de praça. Na manhã seguinte, percebe que seu nariz vermelho sumiu e, na companhia de uma menina, sai em busca de um cachorro, o principal suspeito desse furto.

 
Esse é o enredo do espetáculo infantil “Cadê Meu Nariz?”, primeiro trabalho da companhia “O Que de Que”, composta por Nico Serrano, Paula Sassi, Milena Moreira, Rodrigo Andrade e dirigida por Fábio Supérbi.

 

Fábio, Rodrigo e Milena já trabalham juntos desde 2004, no Núcleo Vendaval onde realizaram a montagem de “O Gato de Chinelas”, com direção de Evill Rebouças. Antes disso, Fábio e Rodrigo participaram de duas peças dirigidas por Antônio Ghigonetto.

 

Já Paula e Rodrigo desenvolvem trabalhos juntos também desde 2004, integrando o Núcleo Experimental de Teatro do Sesi Paulista no elenco de “O Que Eu Entendi do Que o Tom Zé Disse”, sob direção de Isabel Setti e “Quem Nunca”, sob direção de Renata Melo. Nico, Fábio e Milena foram contadores de inúmeras histórias juntos, a primeira foi “Piolho de Princesa”, estreada na Biblioteca Hans Christian Andersen. 

 

A ideia da Cia. “O Que de Que” é agregar artistas e as suas pesquisas dentro de um mesmo coletivo criador, para ampliar e melhorar suas produções. E quem agora faz parte desse grupo e dessa trama é o aprendiz de Iluminação, Marcel Masson, que foi convidado a fazer o mapa e a operação de luz para “Cadê Meu Nariz?”. 
 
 

“Eu gosto muito desse espetáculo porque ele se utiliza do teatro de bonecos em uma linguagem não verbal e com muita expressão corporal. Ele, ainda, atende não só ao público infantil como ao adulto”, explica Masson. “Existe uma trilha que guia e traz clímax para a história, esses elementos, somados à grande atuação do palhaço protagonista da história, faz de ‘Cadê Meu Nariz?’ um organismo vivo completo e que pulsa.”

 

Para elaboração do mapa de luz, Masson explica que, em princípio, a iluminação era branca e, conforme sua vivência no espetáculo, o aprendiz percebeu que poderia ousar nas cores, focos e intensidades de luz. “Quando me deparei com novos conceitos, percebi e criei um desenho de luz totalmente diferente do inicial. Tenho orgulho do produto final desse trabalho.”

 

Além de Masson, outros aprendizes participam do processo. Paulo Roberto Paixão Dias do curso de Técnicas de Palco é contrarregra do espetáculo. Fabrício Cardeal assina a sonoplastia. “o espetáculo é totalmente corporal e a trilha tem uma música para cada personagem, o domador de pulgas, a padeira, a menina e o palhaço, cada um tem um tema e isso reforça o jogo deles em cena”, afirma Cardeal.  “É bem expressiva essa comunicação do corpo com a música, afinal, eles se utilizam apenas dela para compor a cena, além da atuação. Isso traz um caráter cômico para a peça.”

 

O espetáculo “Cadê Meu Nariz?” está em cartaz no Teatro Zanoni, na Zona Leste de São Paulo.

 

Serviço:
“Cadê Meu Nariz?”
Onde: Teatro Zanoni Ferrite.
Endereço: Av. Renata, 163 – Vila Formosa
Data: De 2/10 a 7/11.
Horário: Sáb. e dom. às 16h.
Valor: R$ 10.
50 min. Livre.
Informações: (11) 2216-1520