Artistas docentes da SP comentam as experiências e fazem balanço da Mostra de Teatro Digital

Publicado em: 05/02/2021

Os estudantes da SP Escola de Teatro fizeram um incrível trabalho em 2020, celebrando o final do ano letivo com a Mostra de Teatro Digital, que foi encenada entre 26 e 29 de janeiro, pela plataforma de Teatro Digital da Instituição na Sympla.

O reconhecimento foi também do público, que compareceu em peso nas apresentações que bateram recorde de acessos.
Das 34 sessões (2 de cada experimento), 5.591 foram ingressos foram retirados, uma média de 165 ingressos por sessão. Trata-se do maior público dos Experimentos de encerramento de semestre da história da SP Escola de Teatro.

Os trabalhos do ambientalista, escritor e líder indígena Ailton Krenak, em destaque seu livro O Amanhã Não Está à Venda, foram as bases das criações cênicas desenvolvidas nas salas de aulas digitais.

É inegável que a pandemia de Covid-19 impactou muito o ensino de artes do palco no mundo todo. No início, foi difícil se adaptar, mas com muito trabalho, dedicação, empatia, resiliência e amor pela arte, os estudantes e os educadores (artistas docentes e coordenadores) conseguiram atravessar esses obstáculos e desenvolveram projetos sensíveis e originais nas aulas online.

A SP Escola de Teatro é reconhecida por seu pioneirismo em desenvolver novas linguagens pedagógicas e artísticas, e as circunstâncias adversas de 2020 mostraram como essa força de renovação do Centro de Formação das Artes do Palco são fundamentais para a preservação da educação teatral.

Os artistas docentes do segundo semestre da SP Escola de Teatro contaram, em breves depoimentos, como foi desenvolver o trabalho através de ferramentas digitais e a experiência na Instituição. Confira!

Carol Pitzer -Artista docente de Dramaturgia

“Ser artista docente durante um semestre inteiramente virtual foi um desafio diário que se provou muito gratificante. Fomos aprendendo juntos a conviver virtualmente e a solucionar as questões impostas pelo formato digital. Durante todo o semestre investigamos as fronteiras de linguagem buscando ferramentas de outros meios que pudessem servir à teatralidade virtual. Fizemos muitos encontros junto com a direção, buscando estabelecer princípios de trabalho em comum entre os estudantes dos dois cursos, que possibilitassem um diálogo respeitoso entre todos os envolvidos no processo criativo, sublinhando a importância da experimentação e do erro no processo de aprendizado.”

Daniel Veiga – Artista docente de Dramaturgia

“Num momento de desmonte e sucateamento da cultura, é um privilégio fazer parte da Mostra de Teatro Digital como docente, ao lado de artistas tão empenhados e presentes como os nossos estudantes. Essa Mostra também é indicativo do quanto o trabalho da SP Escola de Teatro é concreto e potente, é parte dos esforços e da firme resistência de artistas e técnicos, estudantes, docentes, coordenadores, orientadores e uma incrível equipe pedagógica unidos para que o teatro continue pulsante apesar das muitas adversidades presentes.”

Diego Fortes – Artista docente de Direção

“O Teatro Digital é uma experiência nova para a grande maioria de nós, docentes e estudantes. Mesmo assim, ao longo dos encontros, discutimos as novas e potentes possibilidades que a plataforma oferece. Quem assistir aos experimentos, verá que, embora as obras operem num território audiovisual, as ideias do artistas são profundamente teatrais.”

Christian Landi – orientador de experimentos

“Foi um semestre desafiador, fiquei bastante orgulhoso com a dedicação e entrega dos núcleos. Como orientador, procuro sempre provocar artisticamente e eticamente os estudantes a descobrirem suas potências criativas e contribuir para a criação coletiva.”

 

Everton Britto – orientador de experimentos

“Diante de uma pandemia mundial que exige o distanciamento como medida para conter o contágio da Covid-19, a SP Escola de Teatro se reinventa. Propor a continuidade dos estudos de forma digital foi uma oportunidade de aproximar dos estudantes, de encontrar formas para que as inquietações artísticas continuassem. O teatro tem essa magia, encontra brechas, vãos, para que a arte aconteça, para que os encontros se efetivem. Agradeço à coordenação pedagógica da Instituição pela oportunidade de colaborar como artista orientador nos experimentos. Foi um processo de grande aprendizagem lidar com as plataformas digitais, entender as dinâmicas que o espaço on-line exige e, principalmente, romper as barreiras geográficas na construção do ensino e da arte.”

Gregory Slivar – Artista docente de Sonoplastia

“Não foi uma tarefa fácil a de conduzir nossos trabalhos e práticas estritamente no meio digital, existem muitas perdas evidentes, mas decidimos nos debruçar em pesquisas que seriam possíveis e pertinentes neste meio. Na linha de estudos de Sonoplastia, por exemplo, nos focamos sobretudo nos assuntos voltados a concepção e produção sonora. Sinto que aprendemos muito e os experimentos são reflexo da dedicação e força de vontade dos alunos, que mesmo frente a tantas adversidades nos proporcionaram produções artísticas instigantes. “

César Baptista – Artista docente de Direção e Dramaturgia

“Os Experimentos na SP sempre foram um acontecimento e continuou sendo agora. Tivemos coisas incríveis. Cenas que foram verdadeiros acontecimentos. E isso só aconteceu por causa das trocas entre todes nós. Eu diria que, ainda mais nesse momento, nesse contexto, fazer teatro – ainda que seja virtual – foi uma maneira que a gente encontrou de continuar existindo. Por que é isso, não é? O modo de expressão é um modo de existência. E ainda conseguimos construir poéticas de artesania, em que a singularidade se fez presente, como uma positivação de uma lógica que não fosse a mercadológica. ”

Viviane Ramos – Artista docente de Técnicas de Palco

“Para mim vivenciar o processo de experimento on-line junto dos estudantes foi repensar o trabalho do profissional técnico de palco e a partir da nossa atuação descobrir novos caminhos na profissão. Também, um momento de maior aproximação com as outras áreas no modo de produção teatral, que nos trouxe maior reconhecimento.”

 

Confira os experimentos no Youtube da SP Escola de Teatro

Por Luiza Camargo e Bruno Galvincio




Relacionadas:

Notícias | 20/ 01/ 2022

10ª edição da SP Transvisão, promovido pela ADAAP, mostra força do universo LGBTQIA+ com shows, debates e documentário; confira a programação!

SAIBA MAIS

Notícias | 20/ 01/ 2022

TBT: Relembre a participação da cartunista Laerte no SPTransvisão há 9 anos!

SAIBA MAIS

Notícias | 19/ 01/ 2022

Rita Miranda e Laércio Motta, artistas egressos da SP, promovem espetáculo infantil digital e gratuito!

SAIBA MAIS