Aprendizes do módulo azul apresentam experimentos a partir desta quarta (4)

Publicado em: 03/07/2018

Desenvolvidos durante o primeiro semestre de 2018, os experimentos cênicos dos aprendizes do módulo azul da SP Escola de Teatro são apresentados nestas quarta (4) e quinta (5) na sede Brás da Instituição. As apresentações, que acontecem no período da tarde (confira o cronograma abaixo), são abertas ao público.

Pautados pelo tema do semestre, “Corpos desviantes: contra a imposição de um corpo padrão”, os experimentos abordam questões como gênero, sexualidade e etnias. O programa com breves apresentações e os nomes dos aprendizes de cada núcleo pode ser acessado aqui.

Desta vez, artistas e profissionais cujos trabalhos são pertinentes às temáticas escolhidas acompanham as apresentações. Na quarta-feira, o pesquisador e professor da USP Ferdinando Martins, e a dramaturga, diretora e atriz Luh Maza estarão presentes. Martins tem estudos sobre queer, homoafetividade e homossexualidade nas artes cênicas; e Luh faz parte da peça “Cabaret Transperipatético”, do grupo Os Satyros, cujo elenco é inteiramente formado por artistas transexuais.

Na quinta, quem acompanha os experimentos são as diretoras Beth Lopes e Lucélia Sérgio. Beth é professora da USP e desenvolve pesquisas ligadas a teoria e prática da performance; e Lucélia é integrante da companhia Os Crespos, formada exclusivamente por artistas negros.




Relacionadas:

Notícias | 06/ 12/ 2021

Oficina Olhares: “É possível falar de masculinidade e feminilidade sem sermos binários?”, por Manfrin Manfrin

SAIBA MAIS

Notícias | 06/ 12/ 2021

Oficina Olhares: “As cores da foto do menino no poste estão desaparecendo”, por Milena Siqueira

SAIBA MAIS

Notícias | 06/ 12/ 2021

Oficina Olhares: “Se algo de fato existe, ele é feito de carne e sangra”, por Clara Prado

SAIBA MAIS