EN | ES

Aprendiz em Foco – José Otávio Lisboa de Azevedo

Publicado em: 26/07/2010

O contato mais íntimo com o teatro e o fascínio pelas formas e espaços que abraçam os atores e a cena me levaram a conhecer o fazer cenográfico. Esse meu interesse em pesquisar e discutir as formas e práticas da concepção cênica, no escopo de linguagem visual, me trouxe ao Curso de Cenografia e Figurino da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco.

 

O curso é a resposta a uma das minhas buscas profissionais: a de pensar e produzir a dramaturgia visual do espetáculo. A técnica da cenografia e figurino, impressa nos olhos por meio das retas, das curvas, das cores e das texturas, revela aquilo que não é dito pelo atores. Veio-me, então, a descoberta de que existe outro caminho que aguça a sensibilidade e a percepção para sentir o quanto aquele texto – ou ação – reflete na linguagem visual. E esse reflexo da peça, por meio da expressão visual pura e das relações espaciais, mesmo em caráter não-mimético, é um dos inúmeros caminhos que encontrei.

 

Em ambas as técnicas não há limitação apenas ao campo do teatro. Outras possibilidades, como a ambientação de espaços não teatrais e não convencionais, por exemplo, parques, ônibus, barcos e aviões, que provocam a criatividade. E como os figurinos, na sua interação com o cenário, também fornecem os símbolos a serem decifrados pelo espectador, compondo o universo das personagens. Tudo muito intrigante e provocador, instigando o pensar, como o bom teatro deve ser.

 

 
Saiba mais:
José Otávio Lisboa de Azevedo é bacharel em Engenharia Elétrica e de Produção pela Faculdade de Engenharia Industrial (FEI). Após trabalhar em multinacionais, associou-se artisticamente à companhia de pesquisa teatral Atelier de Manufactura Suspeita, de Mauricio Paroni de Castro, onde desempenhou a função de “não-ator”. Atualmente, realiza trabalhos com  a produtora de cinema Bicho Preguiça, do diretor italiano Giampaolo Kohler, tendo atuado no curta ítalo-brasileiro “Oro D’Oro”, participa de um projeto de longa-metragem intitulado “The Secret Project”. Também faz performances de “action painting”, uma forma de expressão artística na pintura, em que o autor pinga, espalha e salpica tinta sobre um suporte, substituindo a técnica de pintura tradicional, e faz estágio no Espaço Cenográfico, com J.C. Serroni.

Projeto atual: http://www.youtube.com/watch?v=PuOlrklIMwk&feature=related