Aprendiz em Foco – Daniel Augusto da Cunha Wentz

Publicado em: 30/07/2010

Ser técnico de palco, ou preparar-se para isto, é ter a certeza de que quando as vozes silenciarem e os aplausos finalmente cessarem, quando todos se forem e o palco estiver absolutamente só, o espetáculo estará apenas começando.

 
Vivemos, respiramos e, acima de tudo, sentimos cada sensação que esta arte pode nos trazer. Agimos sorrateiros, silenciosos, na penumbra das coxias e na solidão dos urdimentos.  Fazemos, a despeito de eventual descrédito, com que a magia saia do papel para tornar-se real.

 
Estranhamente, no princípio, não tínhamos ideia das nossas próprias habilidades. O fato é que, a cada pequena descoberta, surgiram novas possibilidades e potenciais que, até então, estavam adormecidos e despertaram como que por instinto. Em cada corte, pincelada ou solução criada, talentos afloram, gritam e demonstram que conquistaram o seu espaço e jamais o deixarão. A cada dia, pessoas comuns deixam de ser meros estereótipos, por vezes frágeis ou plácidos, para tornarem-se profissionais realmente capacitados e eficientes.

Creio eu que, ao final deste curso tão generoso concebido pela Escola e por nosso coordenador, J.C. Serroni, estaremos todos hábeis a trabalhar com teatro e fazer parte dele. E, com prazer, nosso suor será derramado em incontáveis palcos.

 
Por fim, ouso dizer que privilegiados somos nós que carregamos conosco um título que pode nos proporcionar inúmeras alternativas e nos envaidece com o orgulho de sermos únicos. E a cada semana, a cada novo dia, nos deparamos com algo que nos atrai e acaba por nos deixar ainda mais apaixonados por aquilo que fazemos.

 
Nossos horizontes são vastos. Carregam consigo a ironia e o sadismo do destino. Ao fim, nos tornaremos tão versáteis e capazes que não tenho certeza se será possível escolher apenas um caminho.

 
A verdade é que me apaixonei perdidamente pelo teatro e dele pretendo viver. Se, ao final da formação, me for possibilitado por em prática ao menos metade de tudo que aprendi, estarei plenamente satisfeito. Por enquanto, contento-me em viver o processo para dedicar o meu tempo ao que me traz felicidade.

 

Saiba mais:

Daniel Wentz é aprendiz do curso de Técnicas de Palco. Deixou o Rio Grande do Sul há pouco mais de dois anos em busca daquilo que São Paulo poderia lhe oferecer. Aqui, conheceu de perto o teatro e deslumbrou-se de imediato com a possibilidade de ter em suas mãos a construção da arte que ali seria encenada. Hoje, busca junto à SP Escola de Teatro, a realização de um sonho. O sonho desconstruir sonhos.