Aos 87 anos, morre a atriz Nicette Bruno de COVID-19

Publicado em: 20/12/2020

Nicette Bruno. Crédito: Divulgação Globo/Miguel Júnior

Este domingo, 20, foi um dia triste para a classe artística brasileira. Perdemos Nicette Bruno, que faleceu por complicações decorrentes da COVID-19 aos 87 anos. Ela estava internada com a doença desde 26 de novembro na Casa de Saúde São José, no Rio de Janeiro.

Uma das atrizes mais carismáticas do país, ela atuou no teatro, TV e cinema por mais de 70 anos, iniciando sua carreira ainda adolescente. Foi casada por 60 anos com Paulo Goulart, formando um dos casais mais amados do mundo artístico. Ele morreu em 2014. Os dois tiveram 3 filhos, os atores Beth Goulart, Bárbara Bruno e Paulo Goulart Filho.

Na telinha, teve papeis de destaque em várias produções, como Éramos Seis, Selva de Pedra, Rainha da Sucata, Sítio do Picapau Amarelo e A Vida da Gente.

No teatro, sua trajetória foi ainda mais brilhante. Aos 17 anos, fundou o Teatro de Alumínio, em São Paulo. Em 1953, criou o Teatro íntimo Nicette Bruno, TINB, que teve nomes como Tônia Carreiro e Walmor Chagas entre os integrantes.

Teve passagens por quase todas principais companhias de teatro do país, recebendo o prêmio Molière de melhor atriz por O Efeito dos Raios Gama Sobre as Margaridas do Campo, em 1974, e o prêmio Shell na mesma categoria por Somos Irmãs, de 1988. Nunca abandonou os palcos e ainda em 2020 atuou ao lado de Suely Franco no espetáculo Quarta-feira, Sem Falta, Lá em Casa.




Relacionadas:

Notícias | 18/ 10/ 2021

O que é auto-teatro?

SAIBA MAIS

Notícias | 15/ 10/ 2021

Processo seletivo curso técnico: SP Escola de Teatro abre seleção para 80 vagas

SAIBA MAIS

Notícias | 15/ 10/ 2021

Série Grandes Atrizes: Cacilda Becker

SAIBA MAIS