Afogando em Terra Firme, no Teatro Jaraguá

Publicado em: 19/02/2013

A peça “Afogando em Terra Firme” (Drowning in Dry Land) estreou em 2005, ano seguinte em que foi escrita, no Sthepen Joseph Theatre, em Scarborough, na Inglaterra. O texto foi a resposta de Alan Ayckbourn à Cultura da Celebridade, na qual é prometido a toda e qualquer pessoa fama e fortuna instantâneas, não importando qual seja a sua capacidade (ou falta dela). 

Aqui em São Paulo, a peça cumpre, desde janeiro, temporada no Teatro Jaraguá, com concepção e direção de Eduardo Muniz e assistência de direção de Mateus Monteiro. Os atores Bia Borin, Chris Couto, Eduardo Estrela, Henrique Schafer, Luciana Ramanzini, Rafael Maia e Sérgio Rufino interpretam as sete personagens da comédia, obcecadas pela conquista do status de celebridade e suas consequências.

Ayckbourn explora o conceito de pessoas se tornando celebridades mesmo sem terem feito nada em suas vidas. A peça é inspirada no documentário para a TV de Piers Morgan, “A Importância de Ser Famoso”, de 2003. O autor ficou fascinado pelos esforços de pessoas “comuns” tentando desesperadamente seus 15 minutos de fama.

Combinado a isso, a peça explora como a celebridade pode perder tudo tão rapidamente quanto conquistou; a crueldade da mídia e como as pessoas lidam com o fato de não serem mais famosas.

Serviço
Peça: “Afogando em Terra Firme”
Onde: Teatro Jaraguá (localizado dentro do Novotel Jaraguá)
Rua Martins Fontes, 71 – Bela Vista
Tel. (11) 3255-4380
Ingressos: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia-entrada)



 

Texto: Majô Levenstein