A trajetória de Maria Alice Vergueiro em fotos

Publicado em: 13/06/2013

O palco é seu habitat natural. Não podia ser diferente: pisou nele por mais de 50 anos. Tudo começou em 1962, quando, sob a direção de Augusto Boal, atuou no espetáculo “A mandrágora”. Na mesma década, passou a fazer parte do Teatro Oficina, onde atuou, entre outros espetáculos, na histórica montagem de “O rei da vela”, de Oswald de Andrade, com direção de José Celso Martinez Corrêa. Também trabalhou com o grupo americano Living Theatre, que passou em turnê pelo Brasil, em 1970 e 1971 .

 

Desses anos até hoje, Maria Alice Vergueiro fundou o Teatro do Ornitorrinco e o Grupo Pândega de Teatro, e participou, ao lado de grandes nomes do teatro, de algumas das mais importantes montagens da cidade. 

 

Aos 78 anos, ainda encontra fôlego para cumprir, de abril a novembro, uma residência na SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, onde conduz aprendizes, ex-aprendizes e artistas convidados no processo de criação e pesquisa cênica da nova montagem de sua trupe.

 

Em reconhecimento à trajetória dessa artista ímpar, a Instituição dedicou a ela o 1º Prêmio SP Escola de Teatro, entregue no dia 27 de maio, em uma emocionante cerimônia dirigida por Ricardo Severo, artista residente do curso de Sonoplastia da Escola.

 

Naquela noite, a passarela de acesso ao teatro da Sede Roosevelt – onde aconteceria a cerimônia – teve sua parede preenchida com dezenas de fotos marcantes da carreira da atriz. Tiradas pelo fotógrafo Victor Nosek, as imagens agora compõem uma galeria de fotos aqui no portal.

 

 

Texto: Felipe Del