EN | ES

A obra de Anton Tchecov

Publicado em: 21/02/2011

A pesquisadora e professora Elena Vassina realizou nos dias 17 e 18 de fevereiro, junto com coordenadores e formadores dos cursos Regulares, mais um colóquio na SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco.
 

No encontro, a obra, características e especificidades do dramaturgo russo Anton Tchecov foram abordadas.
 

Os seus diálogos, para Elena, são um caso a parte. “Ele não exerce as funções previstas pelo sistema dramático tradicional, pois não impulsiona o conflito, apenas espelha a impossibilidade de contato entre realidades distintas.”
 

A obra “A Gaivota” foi observada durante o colóquio e outra característica do trabalho do russo foi comentada. “Ele costumava camuflar as angústias, sonhos e desejos de personagens isoladas em seus mundos interiores”, analisa Elena.
 

Na estreia da peça, o ator e diretor de teatro, Konstantin Stanislávski, teria comentado. “No palco ocorreu uma verdadeira confraternização”.
 

“Em sua obra, Tchecov usava a pausa, o silêncio e mudanças de estado de espírito e tudo isso cria uma sensação no espectador”, comenta Elena.
 

Nascido em 1860, Tchecov, que faleceu em 1904, também trabalhou com o humor. “Para nós, ter um contato com o humor do dramaturgo russo é uma experiência distante. A maioria dos brasileiros entende o humor diferente dos russos”, explica Rodolfo García Vázquez, coordenador do curso de Direção.
 

“A obra de Anton Tchecov” foi o último colóquio do semestre, na SP Escola de Teatro.