A Crítica como Elemento de Construção da Arte e do Artista

Publicado em: 05/10/2010

Jefferson Del Rios, um ativo participante da crítica paulistana, que atua não só na imprensa, mas como jurado em concursos de dramaturgia, seminários e debates, trocará algumas palavras e ideias com os aprendizes, na quinta-feira (7), durante o projeto “Encontros com a Crítica Teatral”, promovido pela SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco.

 

Embasados pela noção de que apurar o senso crítico é essencial na formação de artistas, Rodolfo García Vázquez e Marici Salomão, coordenadores dos cursos de Direção, Atuação e Dramaturgia da SP Escola de Teatro, conceberam esse evento. “Todo artista e profissional em processo de formação e de vida dever passar pelo conhecimento do que é a crítica teatral. Afinal, o artista deve ser um crítico do seu tempo, seu mundo, sua arte e seu meio”, afirma Marici.

 

O encontro reunirá os aprendizes de Atuação, Direção e Dramaturgia, mas tem a intenção de contaminar toda a Escola com essa proposta. “É importante que o aluno conheça desde a história da crítica no Brasil e no mundo, até seus rumos na contemporaneidade”, afirma Marici.

 

O jornalista, crítico e pesquisador de teatro Kil Abreu deu início aos “Encontros com a Crítica Teatral”, na terça-feira (28). Na sequência, estão programados mais três encontros: com Jefferson Del Rios, com a jornalista Christiane Riera, crítica de teatro no jornal Folha de S. Paulo, e com Sérgio Sálvia Coelho, diretor de teatro, professor de história do teatro e crítico de teatro.

 

Esses encontros, que convidam tanto jovens críticos como aqueles que já atuam a longa data, servirão para estimular os aprendizes na árdua tarefa da análise de sua própria arte e, assim, mostrar novas perspectivas de aprimoramento e autocrítica.

 

Saiba mais:

 

Ao longo de sua carreira, Jefferson Del Rios trabalha nos jornais Folha de S.Paulo (também como correspondente em Portugal), Opinião, Valor Econômico, Diário do Comércio e Indústria (DCI) e O Estado de S.Paulo, além das revistas ISTO É e BRAVO!

 

Apresenta o programa Estúdio Brasil, que reúne entrevistas com artistas de teatro e é veiculado na TVA.  É professor convidado de dramaturgia brasileira no Conservatório Nacional de Lisboa e de jornalismo cultural na Faculdade Casper Líbero. Dirige a Divisão de Artes Cênicas do Centro Cultural São Paulo (CCSP) e é assessor de projetos especiais do Memorial da América Latina.

 

Autor de “Bananas ao Vento – Meia Década de Cultura e Política em São Paulo” (1966/71), obra adotada pela Secretaria de Educação no programa Sala de Leitura. Escreve ainda “Ourinhos – Memórias de Uma Cidade Paulista”, editado pela Imprensa Oficial.

Acaba de concluir a biografia do encenador argentino Victor Garcia e continua a exercer as atividades de crítico teatral, curador, debatedor, jurado e comentarista em festivais de teatro no Brasil e no exterior.