27º Prêmio Shell anuncia seus escolhidos e SP Escola de Teatro tem “representantes”

Publicado em: 11/03/2015

A 27ª edição do prêmio Shell de Teatro de São Paulo contemplou seus vencedores na última terça-feira (10). Com apresentação de Mariana Lima, o evento homenageou o diretor e advogado César Vieira, por sua trajetória artística com o Teatro União e Olho Vivo.
 
Felizmente, outra vez a SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco pode se orgulhar de ter “representantes” entre os premiados da noite: Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez, respectivamente diretor executivo e coordenador do curso de Direção, ganharam na categoria de melhores autores pelo texto de “Pessoas Perfeitas”, do grupo Os Satyros, fundado por eles.
 
Outra boa notícia para a SP Escola de Teatro é a conquista da peça “Não Vejo Moscou da Janela do Meu Quarto” nas categorias de direção e iluminação. A diretora premiada Silvana, Garcia, além de ser editora da Revista A[L]BERTO, cumpriu residência artística na Escola com  o espetáculo ganhador.
 
Ainda em clima de festa, a SP Escola se orgulha também de Ricardo Severo, que já foi artista residente do curso de Sonoplastia. Ele recebeu o troféu na categoria música por “Caros Ouvintes”, espetáculo que também levou o prêmio de melhor cenário.
 
Veja, abaixo, os vencedores de todas as categorias:
 
Autor
Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez por Pessoas Perfeitas
 
Direção
Silvana Garcia por Não Vejo Moscou da Janela do Meu Quarto
 
Ator
Rubens Caribé por Assim É (Se lhe Parece)
 
Atriz
Denise Del Vecchio Trágica.3
 
Cenário
Marco Lima por Caros Ouvintes
 
Figurino
Glória Coelho por Trágica.3
 
Iluminação
Beto Bruel por Não Vejo Moscou da Janela do Meu Quarto
 
Música
Ricardo Severo por Caros Ouvintes
 
Inovação
Cia Pessoal do Faraoeste pelo trabalho de ocupação e intervenção social e artística que contribui para transformação e revitalização urbanas da região da Luz
 
Texto: Gabriel Gilio