17º Cultura Inglesa Festival

Publicado em: 31/05/2013


“O Natal de Harry”: texto do inglês Steven Berkoff, com concepção, tradução e interpretação de Marat Descartes (Foto: Divulgação)

Já tradicional no calendário cultural da cidade, o 17º Cultura Inglesa Festival, que reúne shows, exposições, além de muito teatro, nas cidades de São Paulo, Campinas, Santos, São José dos Campos e Sorocaba, segue até 30 de junho.

Em sua 17ª edição, além da cultura de rua como tema principal, o Festival terá novas atrações do Fringe (o maior festival cultural da Grã-Bretanha) em sua programação. Tudo para levar ao público o que o Reino Unido tem de melhor.

Neste fim de semana, o destaque é o “Book in Drama”, com espetáculos livremente inspirados em romances indicados como livros de leitura para os cursos da Cultura Inglesa. Hoje (31), às 21h, no Centro Brasileiro Britânico, em Pinheiros, apresentação de “An Indian Tale”, de Juliana Gonçalves; no sábado (1º), às 16h, “The Merchant of Venice”, adaptação de Rodrigo Haddad; às 21h, “The Woman in White”, outra adaptação de Rodrigo Haddad; na Unidade Cultura Inglesa da Vila Mariana, no sábado (1º), às 21h, será apresentado “Blood is Blood”, de Albano Sargaço, e na Unidade Cultura Inglesa do Tatuapé, no sábado (1º), às 21h, “Clues – Mystery on a Greek Island”, de Maju Martins. No domingo (2), às 19h, “Electric Dreams”, de Maju Martins e Bruno Accioly, no Centro Brasileiro Britânico; “Into the Abyss”, de Alexandre Ogata, na Unidade Cultura Inglesa da Vila Mariana, e “A Midsummer Night’s Dream”, adaptação de Ana Lopes Dias, na Unidade Cultura Inglesa do Tatuapé.

Já “O Natal de Harry” traz texto do inglês Steven Berkoff, o mais excitante autor da dramaturgia britânica da década de 30, com concepção, tradução e interpretação de Marat Descartes. Neste espetáculo, o interlocutor do protagonista – exceto quando ele conversa ao telefone – é ele mesmo. Em uma espécie de auto-psicanálise, Harry expõe toda a dor de sua solidão, conversando consigo às vésperas do Natal, em um embate melancólico e angustiado. Georgette Fadel assina direção, luz, som, cenário e figurino.

A entrada para os espetáculos é gratuita, mas os ingressos devem ser retirados com 1 hora de antecedência.

Serviço
17º Cultura Inglesa Festival
Confira a programação completa aqui.

 


 

 

Texto: Majô Levenstein

Relacionadas:

Notícias | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS

Uncategorised | 01/ 10/ 2021

Festival Satyricine Bijou anuncia vencedores da mostra competitiva e homenageia a atriz e cineasta Helena Ignez

SAIBA MAIS