13º Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade

Publicado em: 30/04/2013

Diariamente, aprendizes e colaboradores da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, instituição da Secretaria da Cultura, são recebidos pelo sorriso de quatro recepcionistas: Kimberly Luciana, Brenda Oliver, Andréa Luise e Flávia Araújo. Enquanto as duas primeiras ficam na sede Brás, as outras são as encarregadas da recepção na Sede Roosevelt da Escola. Em comum, todas são travestis ou transexuais (assista, aqui, a um vídeo de Flávia e Brenda falando sobre a iniciativa da Escola em contratá-las).
 
Numa atitude pioneira, desde sua fundação, a SP Escola de Teatro reserva os cargos de suas recepcionistas a elas. Como se vê, o engajamento em prol da diversidade sexual já faz parte do DNA da Instituição. 
 
Assim, foi uma escolha óbvia a da Escola como sede da 1ª edição da SP TransVisão – Semana da Visibilidade Trans, que aconteceu de 28 de janeiro a 1º de fevereiro deste ano. Durante cinco dias, a Sede Roosevelt foi tomada por debates envolvendo os mais diversos assuntos ligados ao universo trans, reunindo convidados como o cartunista Laerte. Houve também a exibição do documentário “Quem Tem Medo de Cris Negão”, além da apresentação do espetáculo “Inferno na Paisagem Belga”, com a Cia. de Teatro Os Satyros. “São assuntos que geram fascínio, opiniões diversas e, claro, muita polêmica. Com o evento, esperamos ter aberto mais os olhos e o coração da população de São Paulo sobre a cultura e o universo trans”, diz Ivam Cabral, diretor executivo da Escola.
 
Um dos frutos dessa empreitada foi colhido agora. Em reconhecimento ao trabalho desenvolvido pela Escola, a instituição foi contemplada com o 13º Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade, outorgado pela Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo (APOGLBT), pelo “exemplar protagonismo para a promoção dos direitos humanos da população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais”. 
 
“Como vice-presidente do Conselho de Administração da Escola, fico muito feliz com este reconhecimento. Acreditar em sonhos é o que conduz a minha vida, e este eu tenho o maior orgulho, pois acompanhei desde a gestação. Um projeto lindo e que tem realizado muitos outros sonhos”, diz Rachel Rocha, membro da Comissão da Diversidade Sexual e Combate à Homofobia, da Ordem dos Advogados do Brasil Seção de São Paulo (OAB/SP).
 
Neste ano, a APOGLBT realiza a cerimônia de entrega do prêmio, conferido desde 2001, sempre às vésperas da Parada do Orgulho GLBT, nesta sexta-feira (3), no Theatro São Pedro, na capital paulista. Outra entidade ganhadora do troféu Joinha foi a Cia. de Teatro Os Satyros, fundada por Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez (confira, abaixo, a relação com todos os premiados. “Estou duplamente feliz. Pela SP Escola de Teatro e pela Cia. Os Satyros. Uma honra estar presente nessas duas Instituições, que eu amo tanto”, comemora Ivam. 
 
Para a eleição dos premiados, a APOGLBT fez uma consulta pública, por meio de seu site, entre os meses de janeiro e fevereiro. A entrega dos troféus será acompanhada pelas apresentações musicais da Camerata Darcos e do grupo Samba de Rainha. A entrada é gratuita e aberta ao público, mas é preciso fazer credenciamento prévio, pelo e-mail: thiagopremio@paradasp.org.br.
 
 
Ganhadores do 13º Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade
 
Ação Política: Deputado Jean Wyllys
 
Militância/ONG: Carlos Bem
 
Direito: Justiça do Estado de São Paulo; Corregedoria Geral da Justiça do Estado de São Paulo; Ministério da Previdência Social; Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe)
 
Educação: Professor Daniel e Sra. Aparecida 
 
Esporte: Mayssa Oliveira; Anders Lindegaard; Liga Gay de Voleibol do Amazonas 
 
Saúde: Dr. Dráuzio Varella
 
Ação Cultural: Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo; Ministra Marta Suplicy; Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade; Daniela Mercury; SP  Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco; Grupo de Teatro Os Satyros
 
Música: Diretores do musical “Éramos Gays” 
 
Cinema/Documentário: Laurence Anyways (Canadá, França); René Guerra (diretor do documentário “Quem Tem Medo de Cris Negão?”; Claudia Priscilla e Pedro Marques (do documentário “Vestido de Laerte”); Fernanda Friedrich e Bruna Wagner (“Família no Papel”), e Elisa Gargiulo (do documentário “Quatro Minas”)
 
TV:  Reginaldo Faria (programa “Louco por Elas”); Programa “Encontro com Fátima Bernardes”
 
Literatura: Adriana Nicolodi (livro “Mesa 27”)
 
Imprensa: Leonardo Sakamoto (Revista SuperInteressante)
 
Internet:  Blog “Quem a Homofobia Matou Hoje?”
 
Internacional: Câmara dos Deputados do Uruguai, pela aprovação do casamento entre pessoas do mesmo sexo; presidente Barack Obama; Governo francês, por apresentar projeto de lei sobre casamento gay; cantora Carly Rae Jepson
 
Memória: Welluma Brown e Lucas Fortuna
 
Formadores de Opinião: Sandy Lima
 
Justiça: Pastor Sergio Emílio Meira Santos e Polícia Federal 
 
Serviço:
Prêmio: 13º Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade
Quando: Sexta-feira (3), às 19h
Onde: Theatro São Pedro
Rua Barra Funda, 181 – Barra Funda
Tel.: (11) 3661-6529
Para assistir à cerimônia, é necessário confirmar presença pelo e-mail thiagopremio@paradasp.org.br



Texto: Majô Levenstein