Oficina presencial e gratuita | Autoconhecimento pelo cantar

Publicado em: 17/11/2021

 

Objetivo

Como você põe sua voz no mundo? Nossa voz é uma extensão do nosso corpo, uma vibração que criamos, que se propaga pelo ar. A maneira como colocamos nossa voz no mundo diz muito sobre nós

Orientadora: Anná

Anná é cantora, compositora e percussionista. Nascida em Mococa, veio para São Paulo em 2013. Desde os dois anos de idade teve aulas de música dentro e fora da escola, em oficinas de arte, e por isso suas memórias de infância são banhadas em musicalidade. Aos 13 anos ingressou em um coral de igreja, onde se destacou e se tornou solista. Depois, aos 16, em Londres, participou de uma montagem de Carmina Burana em coral, e lá também aprendeu a tocar ukulele. De volta a Mococa, participou de festivais e apresentações escolares diversas. Já em São Paulo estudou canto com a professora Manuela Freua, de técnicas eruditas, por um ano. Participou de diversos cursos e corais do Sesc, com destaque para o curso de 2014, “Cantos de Trabalho”. Em 2015 entrou no Coral USP Oxumaré e nesse mesmo ano passou a se apresentar em bares de Samba. Também ingressou no bloco afro Ilú Obá de Min primeiramente no naipe da alfaia e atualmente no naipe das cantoras.
Em 2016 iniciou as gravações de seu primeiro EP com músicas autorais, e fez participações em discos de alguns artistas, como Guilherme Lacerda, Lucas Carioca, Paulo Pires e Paulo Lacerda. Lançou seu primeiro clipe, da música autoral “Janaína” (Anná e Samuca) e participou da final do Exposamba 2016.
Além da música, Anná dirigiu e produziu o documentário ‘Bambas’, sobre a importância feminina na história do Samba, e se prepara para lançar as próximas músicas de seu EP.

Inscrições: de 17 a 24 de novembro

 

.

 

 

 

circle Quando: Dia 27 de novembro de 2021(sábado) das 9h às 14h.
Encontro único e presencial.
Local: SP Escola de Teatro – unidade Brás – Avenida Rangel Pestana, 2.401 – Brás – São Paulo – SP.


INSCRIÇÕES ENCERRADAS!

Anná é cantora, compositora e percussionista. Nascida em Mococa, veio para São Paulo em 2013. Desde os dois anos de idade teve aulas de música dentro e fora da escola, em oficinas de arte, e por isso suas memórias de infância são banhadas em musicalidade. Aos 13 anos ingressou em um coral de igreja, onde se destacou e se tornou solista. Depois, aos 16, em Londres, participou de uma montagem de Carmina Burana em coral, e lá também aprendeu a tocar ukulele. De volta a Mococa, participou de festivais e apresentações escolares diversas. Já em São Paulo estudou canto com a professora Manuela Freua, de técnicas eruditas, por um ano. Participou de diversos cursos e corais do Sesc, com destaque para o curso de 2014, “Cantos de Trabalho”. Em 2015 entrou no Coral USP Oxumaré e nesse mesmo ano passou a se apresentar em bares de Samba. Também ingressou no bloco afro Ilú Obá de Min primeiramente no naipe da alfaia e atualmente no naipe das cantoras.
Em 2016 iniciou as gravações de seu primeiro EP com músicas autorais, e fez participações em discos de alguns artistas, como Guilherme Lacerda, Lucas Carioca, Paulo Pires e Paulo Lacerda. Lançou seu primeiro clipe, da música autoral “Janaína” (Anná e Samuca) e participou da final do Exposamba 2016.
Além da música, Anná dirigiu e produziu o documentário ‘Bambas’, sobre a importância feminina na história do Samba, e se prepara para lançar as próximas músicas de seu EP.

Público
Acima de 18 anos, interessados em canto e música. 25 vagas

Seleção
Preencher ficha de inscrição com dados, carta de interesse e breve currículo

Cronograma das inscrições
Inscrições: de 17 a 24 de novembro
Aprovados: 25 de novembro
Matrícula online: 26 de novembro