Querido 2014

Publicado em: 28/02/2014

Não restam dúvidas: 2014 será um longo, longo ano.

Depois de um 2013 arrebatador e, especialmente, divisor de águas na SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, cá estamos nós imersos novamente em provocações e perseguindo, como sempre, a renovação.

Pois, vejam: é final de fevereiro e já aconteceram diversas coisas importantes por aqui. As aulas começaram em janeiro e, há duas semanas, já tivemos uma abertura de experimentos, com os aprendizes do módulo Azul mostrando ao público suas investigações cênicas acerca da performatividade.

Para consolidar ainda mais nossos diálogos internacionais, recebemos neste mês quatro intercambistas, vindos de Portugal, Moçambique, Uruguai e Cabo Verde para estudar em nossos Cursos Regulares. Lembrando que no ano passado nossos pupilos vieram do Instituto Superior de Artes – ISA, Cuba.

Por falar em parceria internacionais, neste exato momento também está na Escola uma comitiva de professores suecos da Academia de Artes Dramáticas de Estocolmo (conhecida pela sigla Sada). Nossa relação com a Sada, a propósito, já dura alguns anos – nossas primeiras conversas datam de 2009.

E vem muito mais por aí: outra comitiva chega no início de março, para começarmos a pensar numa coordenação de cinema na Escola. Sim, isso mesmo, cinema. Afinal, o que seria do teatro sem as demais artes? Por essas e outras, temos, na Sede Roosevelt, uma sala de dança e um estúdio de som. Ambos servem para nossos cursos e, eventualmente, para atividades de outros artistas.

Outro projeto – esse na área de dança – que nos contamina nesse início de ano é o Biblioteca do Corpo. Fruto de uma parceria entre a Escola, o Sesc e o ImPulsTanz Festival, coordenado pelo coreógrafo e bailarino Ismael Ivo, o programa proporcionará 15 bolsas de estudo a bailarinos, que irão ao Festival ImPulsTanz, em Viena, Áustria.

No último sábado, a Instituição promoveu uma Roda de Conversa sobre processo criativo no teatro contemporâneo com Celina Sodré, Eric Lenate, Renato Ferracini e Ruy Filho. A discussão será transcrita e publicada na próxima edição da revista A[L]BERTO, cujo bloco temático é o ofício do diretor.

O trabalho, por aqui, é intenso – para minha felicidade. Engana-se quem pensa que esse ritmo é indesejável ou além do que suportamos. Já disse que só posso ser feliz unindo minha vida pessoal à profissional, e é isso o que tento fazer desde que sonho esta Escola. E creio cegamente que é exatamente o que devo continuar fazendo.

Que bom começar mais um ano estando cercado de tantas pessoas que pensam da mesma forma e que, como eu, também querem mudar o mundo. Que seja um ano inesquecível, repleto de sonhos e realizações.

Boa sorte para todos nós. Vamos rumo a um incrível quarto ano de projeto e continuaremos fazendo história!

 

* por Ivam Cabral, especial para o portal da SP Escola de Teatro.

 

O site da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco está sob licença Creative Commons. A cópia e a reprodução de seu conteúdo são autorizadas para uso não-comercial, desde que citado o devido crédito ao site, aos autores e fotógrafos. Não estão incluídas nessa licença obras de terceiros.

Para reprodução com outros fins, entre em contato com a Escola.

Assisdesign