Palavras e silêncios unem mulheres do passado, presente e futuro

Publicado em: 16/04/2021

A atriz Mariana Rezende, da peça Silêncio Prenhe das Palavras: em cartaz na SP Escola de Teatro Digital - Foto: Carlos Sales/Divulgação

A atriz Mariana Rezende, protagonista da peça Silêncio Prenhe das Palavras: em cartaz na SP Escola de Teatro Digital – Foto: Carlos Sales/Divulgação

Por Miguel Arcanjo Prado

A mistura de palavras e silêncios costuma compor boa parte da poesia do teatro. E é tal poesia em diálogo profundo com os tempos atuais que buscamos sempre na curadoria da programação da SP Escola de Teatro Digital, que assino com a preciosa assistência do também jornalista Rodrigo Barros.

Este espaço que completa seis meses de trajetória nos mostra diariamente que o teatro segue mais vivo do que nunca. E em diálogo intenso com a estética das novas plataformas.

Se você duvida, te convido a assistir ao espetáculo Silêncio Prenhe das Palavras, que se define como “um portal que se abre para que se dê o transito entre as mulheres do passado, do presente, do futuro”. E por este portal, transitam “das mulheres humanas às divindades”.

Bebendo das heranças da cultura judaico-cristã, incluindo aí mulheres renegadas no vernáculo, o espetáculo ainda dialoga fortemente com outra herança incontestável do Brasil: a cultura africana, presente Oxum, orixá das águas doces e associado à feminilidade.

Quem está diante do desafio de dar vida a tamanhas mulheres em um corpo só é a intérprete Mariana Rezende, sob direção de Lindolfo Roberto Nascimento, também responsável pela dramaturgia.

Em tempos digitais, há ainda na equipe a cinegrafista Ana Koza, o iluminador Fagner Lourenço, o editor Filipe Dias, a streamer Lucia Machado, a sonoplasta Jessica Soares, a costureira Glaucia Santos. Toda essa turma sob cuidados da produtora Lucia Machado e de sua assistente, Ana Koza.

E aí? Ficou com vontade de ver? É só retirar seu ingresso na SP Escola de Teatro Digital. E lembre-se: há ingressos gratuitos para quem precisa, mas, se você pode, não deixe de contribuir com os artistas.

A sobrevivência do teatro agradece!

*Miguel Arcanjo Prado é Coordenador de Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro. Jornalista formado pela UFMG, é especialista em Mídia, Informação e Cultura pela ECA-USP e mestre em Artes pela UNESP. É crítico da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), da qual foi vice-presidente. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo de Cultura. Escreve às sextas. @miguel.arcanjo

 

 

 

O site da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco está sob licença Creative Commons. A cópia e a reprodução de seu conteúdo são autorizadas para uso não-comercial, desde que citado o devido crédito ao site, aos autores e fotógrafos. Não estão incluídas nessa licença obras de terceiros.

Para reprodução com outros fins, entre em contato com a Escola.