Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão
indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.
Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.
EN | ES

Aurora

Publicado em: 02/12/2021

Ah, se eu tivesse um helicóptero!
Diega, em Aurora

 

Com a aurora clareando um novo dia e as primeiras notícias de um novo tempo surgindo após um tenebroso período de pandemia que tanto maltratou o mundo; e os teatros novamente abrindo suas portas para contar novas histórias, sai de casa com meu equipamento fotográfico, minha máscara e bastante álcool em gel – disposto a respirar o nosso tempo e conhecer as histórias entrecruzadas de Mãe (Gustavo Ferreira), Acácio (Henrique Mello), Saltério (Ivam Cabral), Bola (Julia Bobrow), Diega (Marcia Dailyn), Justyna (Nicole Puzzi) e o Narrador (Eduardo Chagas) no pequeno prédio de quatro andares, na Rua Aurora, com oito apartamentos, quase todos ocupados. No térreo, onde no passado funcionou um famoso ateliê de roupas elegantes, hoje funciona um bar gay decadente, mas muito frequentado…

O teatros irão trazer a aurora dos novos dias. Vamos em frente!

Essas imagens ajudam a contar uma pequena parte dessa grande história que você também deveria conhecer.

HORÁRIOS: 5ª a sábado, às 21h; domingo às 18h / DURAÇÃO: 80 min / GÊNERO: drama / CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 14 anos / TEMPORADA: até 19 de dezembro

Bob Sousa é fotógrafo, pesquisador e mestre em artes pela Unesp. É crítico de artes visuais/APCA e Prêmio Arcanjo de Cultura