A Mais Forte

Publicado em: 13/03/2018

Foto: Adriana Souze/Divulgação

Baseada na obra do dramaturgo sueco August Strindberg, a peça “A Mais Forte” leva à cena o embate entre duas mulheres por um mesmo homem – uma delas é a esposa e a outra, a amante. A adaptação, em cartaz na SP Escola de Teatro, em março, marca a estreia da Companhia 3 de Nós.

A montagem propõe uma intervenção cênica que traz à tona a reflexão sobre alguns papéis da mulher na sociedade, bem como a educação sexista que impõe regras que desde cedo reforçam a diferenciação entre os gêneros.

O jogo de poder entre essas duas mulheres – cuja relação é antagônica e ambígua – permanece no primeiro plano da obra, e é permeado de nuances que apontam diversas possibilidades de entendimento.

A releitura optou por esmiuçar o embate, revelando outros meandros da obra a partir de reflexões como: “o quanto nós, mulheres, ajudamos a perpetuar essas situações? ”; “quantas vezes nós, mulheres, nos colocamos em situação de disputa, ao invés de unirmos forças contra essa dependência do outro? ”; e “que conceitos e regras cotidianas nos condicionam a agir a partir dos desejos masculinos em detrimento aos nossos próprios anseios?”.

Na história original, a disputa entre a esposa e a amante é realçada pelo título, sugerindo que uma das duas é “a mais forte”. Mas os diálogos e nuances provocam reviravoltas que deixam para o espectador diversas questões que tornam a obra ainda mais contundente, revelando teias familiares e relações conflituosas entre mulheres, mostrando que quem realmente ganha essa batalha é o machismo e a estrutura do patriarcado.

Ficha técnica:
Dramaturgia e produção: Companhia 3 de Nós | Argumento, concepção e direção: Savina João |Assistência de direção e dramaturgismo: Juliana Caldas | Performers: Jessica Madona e Savina João | Figurino: Raquel Pavanelli | Trilha sonora original e acordeonista: Camila Borges |Iluminação e operação de luz: Elton Pinheiro | Assessoria de imprensa: Adriana Monteiro (Ofício das Letras)

circle

Onde: SP Escola de Teatro, sede Roosevelt (Praça Franklin Roosevelt, 210, Consolação)

Quando: De 9 a 12 de março. Sex., sáb. e seg., às 21h30; dom., às 19h30

Quanto: R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada) – à venda na bilheteria do teatro uma hora antes da apresentação

Duração: 30 minutos

Quantidade de lugares: 60 lugares

Classificação: 12 anos