REPERCUSSÃO | A SP ESCOLA DE TEATRO VISTA DE FORA

Adélia Prado (Poeta)
“Acho importante uma iniciativa como essa, onde eu percebo real interesse das pessoas e diretores da SP Escola de Teatro ao oferecer o teatro. O teatro é uma forma, como toda arte, de humanização. E as pessoas que frequentam essa Escola têm a chance de expressão real, coisa que humaniza cada um. É uma fonte de humanização que não pode ser perdida.”

Antunes Filho (Diretor de teatro)
“Eu considero a SP Escola de Teatro prima do CPT . Desculpe eu achar. Talvez eles não achem, mas eu acho. A Formação é fundamental. O teatro ficou muito aberto e com pouca formação. Maravilhoso que exista essa escola. Além do mais, a SP Escola de Teatro tem a vantagem da técnica; do curso técnico que estava esquecido; perdido e que a Escola está proporcionando.”

Claudia Schulz  (Coordenadora do projeto Palco Fora do Eixo)
“É extremamente importante a iniciativa da SP Escola de Teatro e de tudo o que ela está propondo. A metodologia de trabalho dela é diferenciada e ela mostra isso até mesmo neste tipo de finalização de Módulo. É importantíssimo ter esse debate que não fica só nas falas dos palestrantes, digamos assim, mas abre para o público, aprendizes e acho que é uma iniciativa muito boa. Parabéns.”

Denise Fraga (atriz)
“Esse é um projeto da SP Escola de Teatro é de extrema importância. Falo isso de cadeira, porque estudei em uma escola gratuita e se não fosse assim eu hoje não seria atriz. Além dessa experiência pessoal, ressalto a importância que tem a compreensão da formação técnica, a compreensão desse mercado de trabalho que envolve tantos profissionais formados tecnicamente na lida. Uma escola que pensa nessa formação técnica, que é gratuita e que se preocupa com inclusão social, por meio de bolsas, é sensacional.”

Ingrid Koudela (Escritora, tradutora, professora livre docente da ECA/USP)
“Eu tinha uma visão por outros, quando cheguei, hoje de manhã, me senti muito bem de cara e encontrei pessoas com as quais eu já tinha trabalhado e, por meio do contato com os aprendizes, minha visão da SP Escola de Teatro ficou mais palpável e concreta.  O que eu acho incrível é a proposta que existe de transformar o currículo em projeto teatral;  da canalização de todos os esforços e saberes; da pesquisa realizada ser trazida para essa questão da encenação. Isso é da maior importância. O teatro transporta conhecimento e isso não é valorizado como se deveria nas escolas. Mas a SP Escola de Teatro consegue colocar isso em primeiro plano.”

José Fernando de Azevedo (Professor da ECA/USP)
“Esse momento em que alunos de diversos cursos se aproximam do teatro em diversas portas  e podem se encontrar num espaço comum para travar contato com ideias, referências que atravessam a experiência do teatro como um todo, é um momento do encontro é extremamente produtivo. Não é comum que isso aconteça como projeto pedagógico nas escolas, portanto, acho que é um espaço em que o projeto da SP Escola de Teatro se revela na sua potência maior. E essa dimensão do encontro como algo positivo que pode resultar em integrações não pensadas e outros projetos também. Me faz pensar.”

Luís Alberto de Abreu (Dramaturgo)
“Eu fico muito feliz de estar na SP Escola de Teatro, principalmente, quando  vejo o trabalho que está se desenvolvendo. Um trabalho muito interessante. Há toda uma discussão em torno do épico, nas mais variadas modalidades, dramaturgia, atuação, cenografia. É importante no ensino e a Escola está relevando esse aspecto, não só no ensino teórico, mas também na prática aplicada.”

Monja Coen (Missionária budista)
“Eu acho que é uma benção que o Governo possa ter criado essas condições para as pessoas poderem desenvolver as Artes Cênicas. Acho que nos enrique, que nos faz crescer, que nos transforma.”

Roberto Gil Camargo (Diretor e iluminador)
“A SP Escola de Teatro é  uma instituição com formação técnica. Isso é muito bom. É superimportante. O teatro é uma arte que requer muito estudo e conhecimento. Um conhecimento constante.”

Tunica Teixeira (Sonoplasta)
“Acho que é de uma importância total existir uma escola de teatro como a SP Escola de Teatro, ligada não só a textos e à atuação, mas também ao pessoal que trabalha com a técnica, porque a gente não tem onde aprender isso de uma maneira objetiva e sem perder muito tempo por aí.”