Artista afro-latina, mãe e imigrante equatoriana: Pipa Luke dá curso grátis de bambolê na SP

Pipa Luke: artista imigrante equatoriana afro-latina dá curso grátis de bambolê na SP Escola de Teatro – Foto: Divulgação

Uma artista afro-latina, mãe e imigrante equatoriana no Brasil é a orientadora do mais novo curso internacional promovido pela Extensão Cultural da SP Escola de Teatro. A artista circense Pipa Luke ministra o curso gratuito Manipulação e Criação do Bambolê (Técnicas, Truques e Aprofundamento), que está com inscrições abertas até 17 de agosto. O curso será feito de modo presencial e ao ar livre, respeitando todos os protocolos, na Unidade Brás da SP Escola de Teatro, entre 24 de agosto e 28 de outubro, às terças e quintas, das 14h às 17h.

Inscreva-se grátis no curso de bambolê com Pipa Luke!

Pipa Luke com seus bambolês: artista do Equador hoje vive em São Paulo e compartilha sua arte com a maior metrópole do Brasil – Foto: Divulgação

Pipa Luke

Imigrante equatoriana residente no Brasil desde 2016, Pipa é graduada em Produção Audiovisual, com habilitação em Produção, Direção, Cinema e Televisão pelo Instituto de Artes Visuales de Quito, capital do Equador. Natural de Machala, capital da província Del Oro, conhecida como a capital mundial da banana, localizada na costa equatoriana, Pipa desembarcou no Brasil acompanhada de sua filha, Isis Kat, atualmente com 9 anos, após uma convenção circense no Paraguai, no ano de 2016. Foi  lá que se apaixonou pelo bambolê. O encanto a levou a se tornar aprendiz autodidata da modalidade circense. Atualmente, a artista é uma grande especialista e pesquisadora do bambolê na América Latina.

Inscreva-se grátis no curso de bambolê com Pipa Luke!

Artista formada em Quito, no Equador, Pipa Luke mudou-se para o Brasil em 2016 – Foto: Divulgação

Mudança para o Brasil e arte em família

Ainda em 2016, Pipa mudou-se para Brasil, primeiramente para a cidade de Goiânia, capital do estado de Goiás, onde permaneceu pelo período de três anos. Lá, integrou a Escola do Futuro de Goiás em Artes Basileu França e do Circo Laheto, onde desenvolveu uma profunda pesquisa com o bambolê e se especializou em tecido acrobático, lira e outras artes aéreas circenses.

Há quase três anos morando em São Paulo, forma uma dupla de malabaristas e acrobatas em família com sua filha, Isis Kat. Juntas, participam de festivais nacionais e por toda a América Latina, levando o laço afetivo também para a arte.

Isis Kat e Pipa Luke juntas no palco: mãe e filha no bambolê em família – Foto: Divulgação

Pipa ainda realiza trabalhos no Centro de Memória do Circo, equipamento da Prefeitura da Cidade de São Paulo, além de integrar a ONG Palhaços Sem Fronteiras Brasil e ministrar diversos cursos e oficinas na cidade.

Ela também participa dos encontros entre artistas circenses no Circo do Beco, no tradicional Beco do Batman, localizado no artístico bairro paulistano da Vila Madalena.

Inscreva-se grátis no curso de bambolê com Pipa Luke!

Pipa Luke com sua filha Isis Kat: bambolê e diversão em família – Foto: Divulgação

Pipa Luke: uma Nova modernista

Em conversa com a reportagem da SP Escola de Teatro, Pipa revela “ansiedade e animação” com o curso que ministra pela primeira vez na instituição. Ela recebeu o convite do coordenador de Extensão Cultural Miguel Arcanjo Prado, que conheceu a artista no espetáculo Prot{Agô}nistas, espetáculo dirigido por Ricardo Rodrigues e marco histórico da representatividade negra e circense no palco do Theatro Municipal de São Paulo em 2019, dentro do projeto Novos Modernistas, criado pelo secretário de Cultura Alê Youssef e o diretor do Municipal co-fundador da SP Escola de Teatro, Hugo Possolo.

Para Pipa, uma das Novas Modernistas que imprime antropofagia à maior metrópole do Brasil, estar na SP em encontro com estudantes é uma grande oportunidade de artistas, com ou sem experiência com o bambolê, embarcarem em uma experiência de iniciação e enriquecimento com o curso.

“Que a dança, os truques e a agilidade possam engrandecer nossos movimentos, coordenações, equilíbrio mental e nossa concentração durante esse processo. O bambolê nos oferece diversas oportunidades de aprimoramento artístico”, afirma a artista.

Inscreva-se grátis no curso de bambolê com Pipa Luke!

Pipa Luke: artista imigrante equatoriana afro-latina promove intercâmbio cultural com estudantes da SP Escola de Teatro – Foto: Divulgação

Intercâmbio cultural latino-americano

Diretor executivo da SP Escola de Teatro, Ivam Cabral celebra o curso. “Pipa Luke vem se destacando com seu bambolê por onde passa. E ter uma artista imigrante latina e equatoriana em diálogo com a SP Escola de Teatro é um momento mais que especial. Temos certeza que o curso será uma grande ponte intercultural, sobretudo porque Pipa é uma das Novas Modernistas de nossa cultura e imprime sua arte ao legado da Semana de Arte Moderna de 1922”, pontua.

Coordenador de Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro, Miguel Arcanjo Prado destaca as múltiplas representatividades na figura de Pipa Luke: “Ela é uma artista circense, latina, imigrante equatoriana, negra e mãe. Todas estas facetas se unem em sua arte. Pipa Luke irradia com delicado carisma e doce presença cênica com seu bambolê. O curso ainda marca uma retomada gradual e muito cuidadosa de atividades presenciais na instituição, respeitando todos os protocolos vigentes, como uso obrigatório de máscara, distanciamento e muito álcool em gel para todos. Esperamos que seja um momento de redescoberta do encontro”, conclui.

Reportagem: Rodrigo Barros (colaborou Marie Ikonomidis)
Edição: Miguel Arcanjo Prado

Curso presencial e gratuito| Manipulação e criação do bambolê (técnicas, truques e aprofundamento)
Inscrições: 3 a 17 de agosto, grátis
Quando: De 24 de agosto a 28 de outubro de 2021, Terças e quintas, das 15h às 17h
Onde: SP Escola de Teatro – Unidade Brás – Avenida Rangel Pestana, 2401, Brás (CPTM Brás ou Metrô Bresser-Mooca)
Protocolo presencial para evitar transmissão da Covid-19:
Para a proteção de todas, todes e todos, é de suma importância o respeito aos protocolos de saúde e segurança contra a transmissão da Covid-19:
-> Obrigação do uso de máscaras durante todo o tempo na SP Escola de Teatro (nas aulas, entrada, saída e períodos de intervalo).
-> Respeitar o distanciamento social.
-> Disponibilidade de álcool em gel.
-> Preferência de aulas ao ar livre ou em lugares ventilados.

Siga @pipa_luke

Inscreva-se grátis no curso de bambolê com Pipa Luke!

 




Posts Archives

Artista afro-latina, mãe e imigrante equatoriana: Pipa Luke dá curso grátis de bambolê na SP

Posted on

Uma artista afro-latina, mãe e imigrante equatoriana no Brasil é a orientadora do mais novo curso internacional promovido pela Extensão Cultural da SP Escola…

Read more

Workshops da MITsp têm vagas preferenciais para aprendizes da SP Escola de Teatro

Posted on

Duas oficinas que compõem a programação da Mostra Internacional de Teatro de São Paulo (MITsp) têm vagas reservadas para aprendizes da SP Escola de…

Read more