Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão
indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.
Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.
EN | ES

Raul Barretto e Hugo Possolo, coordenadores da SP, são destaque nos 30 anos do Festival de Curitiba

Raul Barretto e Hugo Possolo,  respectivamente coordenadores de humor e atuação da SP Escola de Teatro,  apresentaram no último final de semana 3 espetáculos do grupo Parlapatões, um dos mais renomados de comédia do Brasil, durante a 30º edição do Festival de Teatro de Curitiba. A dupla integra o time de fundadores da cia. teatral assim como da SP. As apresentações de Prego Na Testa, PPP@wllmshkspr.br e Universo Angeli foram um sucesso de público e crítica, lotando os teatros da capital paranaense.

SP Escola de Teatro divulga lista de selecionados da Bolsa-Oportunidade do 1º semestre de 2022

Após os espetáculos, os artistas conversaram com o público sobre os 31 anos de história do Parlapatões e sua extensa relação com o festival, já tendo encenado várias peças em oito edições diferentes do evento. Ao relembrar esses momentos, Hugo comentou:

“Foi uma emoção indescritível poder retornar aos palcos depois de tanto tempo e em um espaço tão especial.”

O primeiro encontro entre os dois projetos se deu em 1997, quando foi encenada a peça U Fabiliô. No ano seguinte, foi a estreia do espetáculo PPP@WllmShkspr.br, que atraiu um número alto de espectadores.

Agenda Cultural: As melhores dicas para o seu fim de semana!

Hugo Possolo explica que o festival serviu como um enorme impulso para que as peças do grupo começassem temporadas Brasil afora. Em seu depoimento à imprensa, Raul Barreto reforça e se orgulha de tal conquista:

“Para confrontar quem diz que artistas é vagabundo: Certamente aqui em Curitiba passou quase que um terço das nossas produções, felizmente, em um país que não permite circulação artística, a gente conseguiu circular por Curitiba com quase 20 espetáculos.”

Kairós divulga lista de agendamentos do edital de empréstimo de equipamentos de acesso à internet

Em comemoração às 3 décadas do festival, a direção do evento a sugeriu ao grupo que  fizessem remontagens de espetáculos de sucesso que já foram encenados por lá, ideia essa que os Parlapatões aderiram com muita alegria e entusiasmo. Confira mais detalhes das peças:

Prego Na Testa

A apresentação é um solo de Hugo Possolo baseado na obra e performance do ator e dramaturgo Eric Bogosian, artista que dominava o teatro underground de Nova York no fim da década de 1980. A maioria das peças de Bogosian falava sobre a loucura e o medo do homem urbano e Prego na Testa faz uma adaptação dessa temática à cena brasileira, expondo tal neurose ao ridículo. Para isso, são retratadas as realidades de personagens com personalidades muito diferentes e marcantes; como o mendigo que se considera dono de um vagão de metrô, o emergente apaixonado pela nova churrasqueira, o fã chato, o macho que participa de um grupo de autoajuda para fazer uma meia culpa por ser viciado em sua própria virilidade, entre outros.

Shakespeare “abreviado” ou PPP@wllmshkspr.br

Tendo estreado na 7ª edição do Festival de Curitiba, PPP@wllmshkpr.br foi a peça que construiu a reputação dos Parlapatões ao redor do Brasil. ‘PPP’ é uma sigla para Parlapatões, Patifes e Paspalhões, nome original do grupo, o resto do endereço eletrônico é o nome sem vogais do bardo William Shakespeare. O espetáculo é a versão brasileira de The Complet Works of William Shakespeare (Abridged), do ator americano Adam Long, que participou da montagem original. Em cena, três atores se desdobram em 12 para dar vida a essa sátira que compila toda a obra de um dos maiores nomes do teatro mundial.

Universo Angeli

A peça, que encerrou a trilogia dos Parlapatões no Festival no último final de semana (dias 2 e 3 de abril), tem como temática principal a ampla pesquisa do grupo sobre obra do cartunista Angeli. O espetáculo encena tiras, charges e textos do autor com personagens icônicos como Bob Cuspe, Rê Bordosa, Os Skrotinhos e Meia-Oito, e uma trilha sonora de Rock’n roll especial. A estreia da peça em 2013 foi memorável e contou com a presença do próprio Angeli.




Posts Archives

Raul Barretto e Hugo Possolo, coordenadores da SP, são destaque nos 30 anos do Festival de Curitiba

Posted on

Raul Barretto e Hugo Possolo,  respectivamente coordenadores de humor e atuação da SP Escola de Teatro,  apresentaram no último final de semana 3 espetáculos…

Read more

Parlapatões procuram lado trágico na comédia em ‘A Cabeça de Yorick’

Posted on

A caveira que Hamlet empunha na peça escrita por Shakespeare, em uma das cenas mais emblemáticas na história do teatro, é o ponto de…

Read more

Artistas da SP Escola de Teatro são indicados ao Prêmio Shell 2018

Posted on

Ligados à SP Escola de Teatro, os artistas Ivam Cabral, Rodolfo García Vázquez e Hugo Possolo estão entre os indicados à 31ª edição do…

Read more

Parlapatões criam nova versão para ‘O Rei da Vela’

Posted on

JONAS LÍRIO “Zé Celso me disse que todo grupo de São Paulo deveria fazer essa peça um dia”, conta Hugo Possolo, diretor da montagem…

Read more