Stoneheddies

Publicado em: 28/08/2018

‘Stoneheddies’, do coletivo Garbo&Co. Foto: André de Araújo/Divulgação

Em uma mansão abandonada nos jardins cinzentos nos Hamptons, área nobre de Nova York, mãe e filha relembram um passado, que pode ter acontecido ou não, marcado por encontros com celebridades de diversas épocas e lugares. Esse universo próprio criado pelas duas para fugir de sua decadente realidade é o cenário de “Stoneheddies”, montagem do coletivo Garbo&Co em temporada de 10 a 27 de agosto na sede Roosevelt da SP Escola de Teatro.

A história de Big Edie e Little Edie, respectivamente tia e prima da ex-primeira dama dos EUA Jacqueline Kennedy Onassis, chamou a atenção na década de 1970, quando uma reportagem mostrou o estado de abandono da mansão em que Jacqueline passava suas férias de verão.

Deteriorada pelo tempo e infestada de ratos e lixo, era lá que mãe e filha moravam. Na peça, elas recontam encontros com figuras históricas de diversas épocas, como o ex-presidente Costa e Silva e a Rainha Elizabeth. A montagem — com dramaturgia de André de Araújo e dirigida por Naiene Sanchez — faz alusão a costumes que hoje soam atrasados, como escolas exclusivas para meninas e discursos sobre a função da mulher no casamento, mas que ainda são encontrados na sociedade.

As personagens de “Stoneheddies”, interpretadas por Bianca Muniz e Nicole Marangoni, foram desenvolvidas por meio de um estudo do documentário estadunidense “Grey Gardens”, dirigido pelos irmãos Maysles. O longa inspirou outras produções, como peças e um musical, sobre a história de Big e Little Edie, e foi selecionado para preservação na Biblioteca do Congresso dos EUA por ser “cultural, histórica ou esteticamente significante”.

Ficha técnica
Direção: Naiene Sanchez | Texto: André de Araújo | Elenco: Bianca Muniz e Nicole Marangoni | Preparação de corpo e voz: Naiene Sanchez | Iluminação: Yuri Cumer | Cenário: Lívia Loureiro e Léia Izumi | Música adaptada: Eramir Neto | Trilha sonora e figurino: Garbo & Co. | Identidade visual: Eramir Neto

circle

Onde: SP Escola de Teatro, sede Roosevelt (Praça Franklin Roosevelt, 210, Consolação)

Quando: Sex, sáb. e seg, às 21h00; dom, às 19h00. De 10 a 27/8.

Quanto: R$ 40 e R$ 20 (meia-entrada); R$ 15 (estudantes da SP Escola de Teatro) – à venda na bilheteria do teatro uma hora antes da apresentação.

Quantidade de lugares: 50 lugares

Classificação: 12 anos




O site da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco está sob licença Creative Commons. A cópia e a reprodução de seu conteúdo são autorizadas para uso não-comercial, desde que citado o devido crédito ao site, aos autores e fotógrafos. Não estão incluídas nessa licença obras de terceiros.

Para reprodução com outros fins, entre em contato com a Escola.

Assisdesign