Uma Salva de Palmas a Todos os Atores

Publicado em: 19/08/2011

Além do dia da fotografia hoje (19/8) se comemora também o dia do ator e nós da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco não poderíamos deixar de parabenizar esses profissionais da interpretação.

 

É difícil dizer quando, como e onde surgiu a profissão de ator, uma vez que, se o teatro é a arte de imitar, a história dele se confunde com a história da humanidade. Se for para falar das origens da interpretação, podemos citar  Téspis de Ática, considerado o primeiro ator da história do mundo ocidental e inventor da tragédia e do monólogo, no século V a.C.

 

Antes de Téspis de Ática, quem interpretava era chamado de hipocritès, que traduzido do grego significa “fingidor”. Só algum tempo depois, quando os diálogos foram incorporados à cena, passaram a ser chamados de “protagonistas”, termo que é usado até hoje nas Artes Cênicas.

 

No Brasil, o teatro data dos meados do século XVI, quando os jesuítas aplicavam técnicas teatrais em sua missão de evangelização dos indígenas. O teatro como entretenimento, no entanto, só surge alguns séculos mais tarde, quando companhias européias visitavam o País. 

 

Os atores genuinamente brasileiros só ganham os palcos no final do século XIX e início do século passado, quando nascem as primeiras companhias estáveis, com nomes como Procópio Ferreira, Jaime Costa, Dulcina de Moraes. 

 

Estes e muitos outros artistas estão presentes na Teatropédia. Lá, é possível encontrar, no momento, verbetes de 679 atores e 576 atrizes. Mas, este grande acervo do teatro brasileiro não contempla só atores e atrizes. Na Teatropédia existem registros de profissionais de todas as áreas das artes cênicas. Confira!

 

Texto: Jéssika Lopes