Uma Aula Especial

Publicado em: 28/02/2011

Curiosidade e novidade pairavam no ar durante o colóquio com o diretor Eduardo Tolentino. O encontro foi promovido pela SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, no sábado (26), para os aprendizes dos oito Cursos Regulares do período vespertino.
 

Tolentino é fundador do Grupo Tapa, companhia que desenvolve um trabalho rigoroso voltado para o Realismo.  Em uma conversa informal, o diretor colocou em pauta não só o histórico do Realismo como também a sua trajetória e experiência na companhia que fundou no ano de 1979.
 

Tolentino citou autores, espetáculos e exemplos do cinema contemporâneo em que o gênero é retratado. Sua voz ressoava pelas paredes do teatro e pelos ouvidos atentos dos aprendizes. Como em uma sala de concertos, não se ouvia nem o barulho de uma tosse. “Vocês são artistas e, por isso, têm a obrigação de ver todas as produções possíveis no teatro, no cinema, na música e nas artes plásticas”, afirmou o diretor.
 

Ainda ao abordar a importância da criação de um repertório amplo, Tolentino foi incisivo: “Não se pode restringir o mundo somente aos seus valores. Só posso falar sobre aquilo que conheço e vi, se só afirmo aquilo que penso e gosto, estou mais para ditador do que para artista”.
 

“Não tentem qualificar tudo, é preciso estudar e se aprofundar muito em um tema para compreendê-lo. O Realismo, por exemplo, pode ser considerado ‘a retratação da realidade’, porém, o nosso cotidiano possui tantas contradições que a gente tem até dificuldade de ver a realidade nele”, revelou Tolentino.
 

Maria Carolina Guimarães, aprendiz de Sonoplastia, contou que a conversa quebrou paradigmas. “A noção de Realismo pode acabar sendo taxativa. Tolentino, de certo modo, dissolveu preconceitos e mostrou a noção real do que podemos fazer com esse gênero”, conta. O aprendiz de Iluminação Cauê Martins também teve a mesma impressão que a colega. “Entendi que tenho a liberdade de misturar os elementos que quiser na minha criação como artista”, concluiu.
 

Segundo Joaquim Gama, coordenador pedagógico da SP Escola de Teatro, esse encontro serviu para iniciar os estudos dos novos aprendizes no Módulo Verde, que é baseado na obra da obra de Anton Tchecov e tem como Eixo Temático os elementos do Realismo.
 

Conheça outros projetos do diretor Eduardo Tolentino na Enciclopédia Virtual do Teatro Brasileiro