Um Trio de Diretores Dirigindo Aprendizes

Publicado em: 25/05/2011

Uma das maiores responsabilidades dentro de uma peça teatral é atribuída aos diretores, ou encenadores. É sua tarefa supervisionar e dirigir a montagem de um espetáculo. A SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco oferece um curso de Direção com profissionais que dispensam comentários. O coordenador é Rodolfo García Vázquez, o formador é Ivan Delmanto e o artista residente é Brian Penido Ross.

Vencedor de diversos prêmios importantes do teatro brasileiro, como Shell, APCA e Qualidade Brasil, o diretor e dramaturgo Vázquez tem um extenso currículo. Formado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), e Pós-Graduado em Sociologia da Arte pela Universidade de São Paulo (USP), funda, em 1989, a Companhia de Teatro Os Satyros, junto com Ivam Cabral, diretor executivo da SP Escola de Teatro.

Já participou dos mais importantes festivais de teatro da Europa, como Avignon, Edimburgo e Castillo de Niebla, e no Teatro Jovem de Kiev, com a peça “A Filosofia na Alcova”, primeiro espetáculo estrangeiro a se apresentar na Ucrânia após a dissolução da União Soviética. De 1997 a 2005 foi o diretor artístico do projeto Instant Acts, da instituição alemã Interkunst. Desde o início dos anos 2000, tem destacada participação na cena teatral paulistana e, nesse meio tempo, teve atuação fundamental na revitalização da Praça Roosevelt.

O formador Ivan Delmanto, que é diretor teatral, dramaturgo e educador, também tem uma longa carreira na área. Com Bacharel em Direção Teatral pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP), também é Mestre em Teoria Literária e Literatura Comparada na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP). 

Como dramaturgo, Delmanto trabalhou no projeto de pesquisa e no espetáculo “BR-3”, do Teatro da Vertigem. Desde 2004, trabalha no Programa Vocacional, atuando como artista orientador, coordenador do núcleo de direção e coordenador pedagógico do programa. Em 2000, tornou-se diretor e dramaturgo colaborativo da II Trupe de Choque, onde escreveu espetáculos como “Coriolanos”, “Miopia”, “Corpos Acumulados – Experiência 1”, “Corpos Acumulados – Experiência 2”, “Corpos Acumulados – Experiência 3” e “Corpos Acumulados – Experiência 4”.

No Módulo Azul, Delmanto ministra aulas para o Componente Artaud e a Prática da Encenação, e cuida da orientação e preparação do Experimento. Também dá aulas de Encenação em Mimese para o Módulo Verde.

Para ser o artista residente do curso, Vázquez precisava de alguém que tivesse contato com o Realismo – Eixo Temático do Módulo Verde. Sendo assim, trouxe para esse semestre o ator, diretor e professor de teatro Brian Penido Ross. “Ele é um dos principais atores do Grupo Tapa, e, além do forte contato com o Realismo, já possui vasta experiência na área pedagógica”, comenta Vázquez.

Ross é professor de Direção Teatral no Curso Superior de Teatro da Universidade Anhembi Morumbi desde 2001 e já ministrou aulas na Escola Livre de Teatro de Santo André, no Teatro Escola Célia Helena, na Faap e na Uniban. Atualmente, ministra aulas no Componente Encenação Realista, e realiza a orientação do Experimento, ambas no Módulo Verde.

Com tanta experiência, os aprendizes podem desfrutar de todo o repertório desses profissionais. Mas Vázquez alerta que espera algo ainda mais importante que o resultado. “Espero que eles desenvolvam o espírito crítico dos aprendizes, e não imponham uma visão dogmática a ser seguida. Além disso, quero que os aprendizes se arrisquem, que tenham liberdade para criar sem medo de errar”, finaliza.