Trocando experiências sobre intercâmbio

Publicado em: 08/06/2015

A SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco promove nesta terça-feira (9), às 19h, na Sede Roosevelt, um encontro com os últimos aprendizes que participaram de intercâmbios internacionais. Eles vão dividir com seus colegas as experiências pedagógicas, artísticas e pessoais que tiveram durante o período no exterior.

Daniela Vieira participou em 2014 durante três meses de uma ação do convênio que a SP Escola de Teatro tem com a Universidade das Artes de Estocolmo. Financiado pelo programa sueco Linnaeus-Palme, o projeto internacional prevê intercâmbios recíprocos de aprendizes e professores. Nos últimos 15 meses, 6 coordenadores e formadores e duas aprendizes da Escola passaram pela instituição sueca, enquanto que oito professores e dois alunos da Uniarts fizeram o mesmo aqui no Brasil. Para o segundo semestre de 2015, já estão em andamento quatro intercâmbios de aprendizes e seis de professores.

No segundo semestre de 2014, o então aprendiz de sonoplastia Renato Navarro (hoje trabalhando como técnico do estúdio da Escola) realizou um intercâmbio de 77 dias na Associação Cultural Mindelact, em Cabo Verde. A ação consistiu em um projeto de mapeamento sonoro do país, incluindo a música popular, o idioma, sons ambientes de festas etc. O aprendiz registrou em vídeo e áudio o material. Na volta ao Brasil, sob a coordenação de Raul Teixeira, apresentou alguns resultados do processo e dividiu suas experiências com colegas de curso. Uma etapa paralela do intercâmbio deu-se por meio de oficinas de sonoplastia ministrada aos alunos da Mindelact, atividade propositiva do aprendiz para contribuir na formação técnica local. Renato vai compartilhar com os aprendizes alguns resultados de sua pesquisa.

Também participarão da palestra a aprendiz de direção Aline Negra Silva e o de cenografia e figurino, Felipe de Oliveira. Ambos foram responsáveis  pela montagem da peça “A Confissão de um Masoquista ou Labirinto do Mundo e o Paraíso do Chicote”, no Teatro Fredry, na Polônia. Dirigindo uma companhia profissional, passaram 60 dias no país, entre outubro e dezembro do ano passado. Embora ambos tivessem a orientação artístico-pedagógica do professor Lukasz Gajdzis, aprenderam na prática como é colocar em cena um espetáculo profissional. A realização teve grande repercussão na cidade de Gniezno. Houve a presença de críticos e do adido cultural da Embaixada Brasileira na Polônia na estreia, além de a peça ter sido resenhada em veículos de comunicação poloneses.

Em janeiro deste ano, a aprendiz de Atuação Teresa de Almeida Prado fez intercâmbio de uma semana na Guildhall School of Music & Drama. Localizada em Londres, a escola está entre as principais academias de teatro do mundo. A escola conta com mais de 800 alunos em nível universitário, vindos de aproximadamente 60 países. Entre as ações de parceria já desenvolvidas entre a SP Escola de Teatro e a Guildhall constam também o curso Atuação na Cena: Preparação do Ator, ministrado pelo professor Eliot Shrimpton e a doação de 50 livros técnicos para a Escola. No momento, as duas instituições preparam novos intercâmbios acadêmicos de professores.

Serviço:

Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt – Praça Roosevelt, 210 – Centro – São Paulo/SP
Quando: Terça-feira (9), às 19h