Peça sobre anestesia ao sofrimento reestreia no Teatro de Arena

Estamos anestesiados ao sofrimento? Este questionamento está no centro de “Normalopatas”, que volta para uma terceira temporada a partir de 4 de agosto, no Teatro de Arena Eugênio Kusnet, na República. Em cartaz até 2 de setembro, a peça tem sessões aos sábados, às 21h, e domingos, às 18h; com ingressos a R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada).

Equipe e elenco de ‘Normalopatas’ são formados por aprendizes egressos da SP Escola de Teatro. Foto: Patrícia Mattos

Com texto e direção assinados por Dan Nakagawa, a montagem busca compreender a tolerância que a sociedade atual desenvolveu ao sofrimento — próprio e alheio — e como ela se reflete nas relações familiares e na sexualidade.

Este comportamento levou o psicanalista brasileiro Christian Dunker a cunhar o termo “normalopatia”, que se refere ao excesso de adaptação ao mundo como ele se apresenta. Normalopatas são aqueles que, conformados ou por ignorância, não questionam a realidade ao seu redor.

Na peça, o público acompanha o personagem Metá em três fases de sua vida, da adolescência à velhice. Sem conseguir controlar seus desejos mais instintivos, ele busca se livrar dos códigos e convenções que marcam a sociedade. É um ser contrário à normalopatia, que foge de definições de gênero e da própria linguagem estabelecida entre os homens.

Além do conceito de Dunker, a direção de “Normalopatas” também se pauta pelo olhar artístico de Ney Matogrosso, que acompanhou a pesquisa da peça desde sua concepção. A influência de Ney pode ser vista principalmente nos números musicais que acontecem durante o espetáculo.

A equipe da montagem é toda formada por aprendizes egressos da SP Escola de Teatro. Além de Dan Nakagawa — que hoje trabalha como artista convidado nos cursos regulares e de extensão da Instituição –, a peça tem Lucas Vanatt como assistente de direção e dramaturgista; Natália de Sousa como cenotécnica e Carla Passos na produção.

No elenco estão Alexandre Fernandes, Carolina Morena, Igor Mo, Júlio Aracack, Laércio Motta, Priscila Tavares e Vivian Valente Petri.




Posts Archives

Peça sobre anestesia ao sofrimento reestreia no Teatro de Arena

Posted on

Estamos anestesiados ao sofrimento? Este questionamento está no centro de “Normalopatas”, que volta para uma terceira temporada a partir de 4 de agosto, no…

Read more