Coletivo Ruínas convoca artistas para residência que investiga as relações do corpo com espaços urbanos

O Coletivo Ruínas, contemplado pelo 29ª edição do edital de fomento à Dança para a cidade de São Paulo, convoca artistas de dança, teatro e performance para participar da “Residência Artística Plasticidade Destrutiva e Ecologia”, que acontecerá ao longo de 2021 e meados de 2022.

O trabalho será pautado pelas múltiplas relações que o corpo tece com os lugares em que habita e por onde atravessa. Assim, se propõe a compartilhar a pesquisa de linguagem e metodologias em desenvolvimento, agregando conhecimentos junto aos artistas que participarão do processo.

Serão realizadas imersões e intervenções urbanas, tanto em espaços públicos, quanto em áreas de preservação ambiental, que vem sofrendo processos de desestatização e/ou gentrificação, com impactantes mudanças geográficas em suas paisagens.

Segundo o coletivo, a ida a campo proporciona o contato direto do corpo com o meio em transformação, criando possibilidades de modificações em nossos corpos e atitudes, estimulando uma ampliação das experiências, por meio de investigações em diferentes territórios na região da grande São Paulo. A residência contará com a colaboração de artistas de cada um locais que acolherão imersões e intervenções urbanas. Pretende-se também que os artistas que comporão a pesquisa agreguem saberes e conhecimentos aos processos.

As inscrições podem ser feitas até 16 de maio, através deste formulário.


SOBRE O COLETIVO

O Coletivo Ruínas existe desde 2014 como uma plataforma artística independente de investigação, pesquisa e criação transdisciplinar entre as linguagens da dança contemporânea, do audiovisual expandido, da fotografia e da música.

 




Posts Archives

Coletivo Ruínas convoca artistas para residência que investiga as relações do corpo com espaços urbanos

Posted on

O Coletivo Ruínas, contemplado pelo 29ª edição do edital de fomento à Dança para a cidade de São Paulo, convoca artistas de dança, teatro…

Read more