SP Escola de Teatro promove Seminário de Circo

Publicado em: 30/07/2014

A SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, instituição da Secretaria da Cultura do Estado, promove, nos dias 4 e 5 de agosto, o Seminário de Circo, que marcará o lançamento de 15 cursos de Extensão Cultural na área circense, atendendo a um total de 300 participantes. Os encontros, realizados na Sede Roosevelt da Instituição, serão gratuitos e contarão com a participação de importantes nomes da cena cultural brasileira.

 

Abrindo a programação, no dia 4, às 19h, o seminário será movido pelo tema “Políticas para o circo”. Sob mediação de Hugo Possolo, Ivam Cabral e Marcelo Mattos Araújo discutirão as políticas públicas voltadas para o circo.

 

No dia 5, às 17h, Fernando Neves, Mário Bolognesi e Verônica Tamaoki, sob mediação de Bel Toledo, abordarão o tema “Conhecendo e pesquisando a história do circo”, traçando um panorama sobre a história do circo, com destaque para a trajetória dessa arte no Brasil, e levantando proposições de temas e orientações que estimulem novas pesquisas na área.

 

O terceiro e último seminário é “Formação do artista circense”, no dia 5, às 19h. Para falar sobre avaliação e demonstração de experiências no ensino das artes circenses, Júnior Perim e Marco Bortoleto se encontrarão sob a mediação de Ivam Cabral.

 

Sobre os participantes

 

Bel Toledo

Presidente da Cooperativa Brasileira de Circo, é formada em Língua Francesa pela Université de Paris e tem uma consistente carreira como produtora cultural e diretora de espetáculos circenses, com quase 30 anos de atuação. Idealizou e estruturou o projeto Enturmando Circo Escola, premiado pela Unicef na ECO 92. Dirigiu a Oz Academia Aérea de Circo e prestou assessoria para uma série de instituições culturais. Dirige também a Associação Amigos do centro de Memória do Circo e a Federação Nacional de Cooperativas de Cultura (Fenacult), e coordena a Aliança Pró Circo. Como diretora circense, assinou uma série de montagens.

 

Fernando Neves

Integrante do grupo Os Fofos Encenam, fundado em 1992, no curso de Artes Cênicas da Unicamp, é diretor teatral, ator, coreógrafo e bailarino. Descendente de família circense, desenvolve pesquisa sobre a estética do circo-teatro. Como ator, trabalhou em mais de 20 espetáculos, sob a direção de Marcio Aurelio, Gabriel Villela, William Pereira, Francisco Medeiros, Maurice Vaneau, Carlos Alberto Soffredini e Marco Nanini, entre outros. Dentre os prêmios que já recebeu estão: Governador do Estado (1988), na categoria melhor ator; Festivale, como melhor diretor, e, em 2004, o Prêmio Qualidade Brasil de melhor ator.

 

Hugo Possolo

Dramaturgo, ator, cenógrafo, figurinista e diretor de teatro, circo e ópera, Hugo Possolo prefere se definir como Palhaço. Autor de mais de 30 peças teatrais, além de diversos roteiros de shows, dirigiu mais de 50 espetáculos em sua carreira. Fundou o grupo teatral Parlapatões e o Circo Roda e foi Coordenador Nacional de Circo da Funarte (2004/2005). Foi indicado ao Prêmio Governador do Estado de São Paulo (2011) pelo trabalho dedicado ao Circo. É integrante da Associação dos Artistas Amigos da Praça (Adaap), instituição idealizadora e gestora do projeto da SP Escola de Teatro.

 

Ivam Cabral

Ator, diretor e dramaturgo, tem dedicado sua carreira às artes do palco. Doutorando em Pedagogia do Teatro e mestre em Artes Cênicas pela ECA/USP, é cofundador da Cia. de Teatro Os Satyros. Como ator, participou do elenco de vários espetáculos; recebeu inúmeros prêmios; atuou em diversos países europeus. Como dramaturgo, escreveu dezenas de textos, tendo sido traduzido para o espanhol e o alemão. Também escreve para cinema e televisão. Atualmente acumula, ainda, o cargo de diretor executivo da SP Escola de Teatro — Centro de Formação das Artes do Palco, instituição que, ao lado de outros artistas e coletivos, sonhou e idealizou.

 

Junior Perim

Produtor, realizador e ativista cultural. É cofundador e coordenador executivo do Crescer e Viver, presidente da Federação Ibero-americana de Circo, membro do Colegiado Setorial de Circo do Conselho Nacional de Política Cultura, e idealizador e diretor geral e artístico do Festival Internacional de Circo do Rio de Janeiro. É autor do livro “Panfleto”, pela Aeroplano Editora. Foi membro do colegiado de articuladores da Rede Circo do Mundo Brasil e representante desta na Rede Internacional de Formação em Circo Social.

 

Marcelo Mattos Araújo 

Atual Secretário da Cultura do Estado de São Paulo, Marcelo Mattos Araújo é advogado e museólogo. Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, é especialista em Museologia pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo e doutor pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. Já foi diretor da Pinacoteca e do Museu Lasar Segall, e colabora com várias instituições museológicas no Brasil e no exterior. À frente da Secretaria de Cultura, gerencia uma ampla gama de programas e equipamentos.

 

Marco Bortoleto

Possui graduação em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Metodista de Piracicaba (1997), mestrado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (2000), doutorado pela Universidade de Lleida (2004) no Instituto Nacional de Educação Física (INEFC) na Espanha, e Pós-Doutorado pela FMH – Univ. Técnica de Lisboa (2011). Atualmente é professor da Faculdade de Educação Física da Unicamp. Tem pesquisa na área de Educação Física, com ênfase em Ginástica Artística, Ginástica Geral (Ginástica para Todos) e nas Atividades Circenses.

 

Mário Bolognesi

Professor Titular do Departamento de Artes Cênicas, Educação e Fundamentos da Comunicação do Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (SP). Bolsista em Produtividade e Pesquisa, nível 2, do CNPq. Graduado em Filosofia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1978). Mestre e Doutor em Artes/Teatro pela Universidade de São Paulo. Livre-Docente em Estética e História da Arte pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2003). Dedica-se ao ensino e à pesquisa nas áreas de Artes, Teatro e Circo, com ênfase em estética, encenação, interpretação e dramaturgia, voltadas ao circo, aos palhaços, à comédia e ao cômico circense.

 

Verônica Tamaoki

Equilibrista e malabarista, é graduada em artes circenses pela Academia Piolin de Artes Circenses. Criou o grupo Tapete Mágico. Em 1985, fundou, com Anselmo Serrat, a Escola Picolino de Artes do Circo. Nos anos 1990 participou, como atriz e diretora de cena, de peças do Teatro Oficina. Em 2004, seu livro “Circo Nerino” foi indicado ao Prêmio Jabuti na categoria reportagem e biografia. Foi curadora de várias exposições de circo. Participou do processo de criação e implantação da primeira instituição do País consagrada exclusivamente à memória do circo, o Centro de Memória do Circo. Em 2013 recebeu o prêmio Governador do Estado de São Paulo.

 

Sobre os cursos

O seminário inaugura um novo campo de ação da SP Escola de Teatro, que levará ao público, durante este segundo semestre, 15 cursos gratuitos na área do circo, atendendo diretamente a 300 participantes. Hugo Possolo é o coordenador geral dos cursos. 

 

Com 64 horas de duração cada um, os cursos serão desmembrados em cinco áreas de interesse – solo, aéreo, equilíbrio, malabarismo e palhaçaria –, num total de 960 horas/aulas. As turmas terão um máximo de 20 participantes, buscando, assim, um equilíbrio entre consistência no processo de aprendizado e democratização de acesso a interessados.

 

“O Seminário e os cursos marcam o interesse da Escola por uma linguagem que tem vida própria e muitas vezes é colocada à margem das atividades culturais. Outro aspecto importante é que essas ações serão voltadas tanto para iniciantes quanto para aqueles que já estão em atividade, contribuindo para dar novos impulsos às artes circenses”, observa Possolo.

 

Os primeiros se iniciarão no dia 18 de agosto, após o período de inscrições, que será aberto em breve. Alguns deles são: Base I, Base II, Aéreo I, Aéreo II, Aéreo III, Aéreo IV e Acrobacia I. À frente dos cursos estarão profissionais de notório conhecimento e com vasta experiência na área.

 

As atividades serão implementadas sob os mesmos preceitos pedagógicos dos Cursos Regulares da Escola, com foco em ensino não hierárquico, não acumulativo e horizontal, almejando uma formação circense em consonância às outras artes espetaculares.

 

“O objetivo do projeto é ampliar as fronteiras de acesso às artes, preenchendo demandas socioculturais nessa área e investindo em formação e qualificação profissional. Também pretendemos fortalecer a relação entre a comunidade e o circo, em um esforço para despertar o interesse pela formação circense”, afirma Ivam Cabral, diretor executivo da SP Escola de Teatro.

 

Serviço

Seminário de Circo

Quando: 4 e 5 de agosto

Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt

Praça Roosevelt, 210 – Centro

Tel.: (11) 3775-8600

Grátis e aberto ao público

 

Seminário: “Políticas para o circo”

Participantes: Ivam Cabral e Marcelo Mattos Araújo

Mediação: Hugo Possolo

Quando: Dia 4/8, às 19h

 

Seminário: “Conhecendo e pesquisando a história do circo”

Participantes: Fernando Neves, Mário Bolognesi e Verônica Tamaoki

Mediação: Bel Toledo

Quando: Dia 5/8, às 17h

 

Seminário: “Formação do artista circense”

Participantes: Júnior Perim e Marco Bortoleto

Mediação: Ivam Cabral

Quando: Dia 5/8, às 19h