Série Minimalista | ‘Auto da Compadecida’

Publicado em: 07/05/2015


 
“Valha-me Nossa Senhora, Mãe de Deus de Nazaré! 
A vaca mansa dá leite, a braba dá quando quer. 
A mansa dá sossegada, a braba levanta o pé. 
Já fui barco, fui navio, mas hoje sou escaler. 
Já fui menino, fui homem, só me falta ser mulher.
Valha-me Nossa Senhora, Mãe de Deus de Nazaré!”
 
Com este versinho evocamos a peça da Série Minimalista desta semana. O trecho foi retirado do texto de Ariano Suassuna, o “Auto da Compadecida”, no momento em que João Grilo, personagem principal, roga pela misericórdia de Nossa Senhora, no dia de seu julgamento final.
 
Escrita em 1955, a peça tem três atos e foi encenada somente no ano seguinte, em Recife, Pernambuco. Suassuna recorre a elementos do teatro popular e os mescla à literatura de cordel, usando seu enredo para exaltar os humildes e satirizar os poderosos e religiosos que se preocupam apenas com questões materiais.
 
A obra já foi adaptada para a televisão e também para o cinema, sendo que a primeira vez que estrou nas telonas foi em 1969, chamada de “A Compadecida” e digirida por George Jonas. A investida de maior sucesso, no entanto, foi em 1999 quando, depois de grande audiência na televisão, o longa levou mais de 2 milhões de pessoas aos cinemas, com direção de Guel Arraes.

Relacionadas:

Série Minimalista | 28/ 05/ 2015

Série Minimalista | Os Miseráveis

SAIBA MAIS

Série Minimalista | 30/ 04/ 2015

Série Minimalista | ‘Rei Lear’

SAIBA MAIS

Série Minimalista | 23/ 04/ 2015

Série Minimalista | ‘Anjo Negro’

SAIBA MAIS

 

O site da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco está sob licença Creative Commons. A cópia e a reprodução de seu conteúdo são autorizadas para uso não-comercial, desde que citado o devido crédito ao site, aos autores e fotógrafos. Não estão incluídas nessa licença obras de terceiros.

Para reprodução com outros fins, entre em contato com a Escola.

Assisdesign