Seminário Internacional Cidades Rebeldes

Publicado em: 03/06/2015

A Boitempo Editorial, que completa 20 anos de história em 2015, e o Sesc São Paulo realizam entre os dias 9 e 12 o Seminário Internacional Cidades Rebeldes, no Sesc Pinheiros, em São Paulo. A iniciativa faz parte de uma série de eventos promovidos pela Revista Margem Esquerda desde 2004. Estarão reunidos mais de 40 conferencistas para discutir o presente e o futuro das cidades como palco de disputas políticas, ideológicas e sociais.

A urbanização é o motor de uma economia de escala planetária, que vem despejando concreto em um ritmo sem precedentes sobre a superfície terrestre. Estudos apontam que em 2050 mais de 75% da população mundial habitará cidades. No entanto, o boom de urbanização não tem se traduzido em maior qualidade de vida para a população; pelo contrário, a vida nas cidades está cada vez mais difícil.

É neste contexto que grupos de pensadores e ativistas estão explorando alternativas, por vezes no despertar de revoltas urbanas, e em outras instâncias, como neste seminário internacional, para estimular a busca por melhores formas de vida urbana.

Um dos principais homenageados do Seminário é o geógrafo britânico David Harvey, que participa da mesa de fechamento em torno de seu livro “Paris, capital da modernidade”. Ao longo dos quatro dias de debates, a Boitempo e o Sesc também promovem o Curso de Introdução à Obra de David Harvey, com alguns dos principais especialistas no pensamento urbano crítico no Brasil: Ermínia Maricato, Mariana Fix, Raquel Rolnik e Marcio Pochmann.

A lista de convidados internacionais conta ainda com Stephen Graham, professor de Cidades e Sociedades na Escola de Arquitetura da Universidade de Newcastle, na Inglaterra, e autor do livro “Cities under siege” (Boitempo, no prelo) e um dos autores da coletânea “Bala perdida: a violência policial no Brasil e os desafios para sua superação”; Domenico Losurdo, professor de História da Filosofia na Universidade de Urbino, na Itália, autor de “A luta de classes: uma história política e filosófica”; e Moishe Postone, canadense, professor de História na Universidade de Chicago e autor de “Tempo, trabalho e dominação social: uma reinterpretação da teoria crítica de Marx”; dentre outros.

O Seminário Internacional Cidades Rebeldes prevê ainda o lançamento de seis obras inéditas da Boitempo Editorial: “A cidade das letras”, de Ángel Rama; “A luta de classes: uma história política e filosófica”, de Domenico Losurdo; “De que lado você está? Reflexões sobre a conjuntura política e urbana no Brasil”, de Guilherme Boulos; “Paris: capital da modernidade”, de David Harvey; a coletânea “Bala perdida: a violência policial no Brasil e os desafios para sua superação”, e a 24° edição da Revista Margem Esquerda, com dossiê temático “Cidades em conflito; Conflitos nas cidades”.

Temas

Inserido em uma tradição de parcerias entre a Boitempo Editorial e o Sesc São Paulo, o seminário desta vez pretende ir além da discussão acadêmica, envolvendo também palestrantes ligados à vida pública, ao poder institucional, a movimentos sociais e políticos, às artes e que tem em comum um histórico de pensamento em relação às cidades, à questão urbana e ao seu papel nas transformações sociais.

Serão discutidas questões como os efeitos do neoliberalismo nas cidades, as insurgências urbanas na história, a urbanização militarizada, os megaeventos esportivos, desenvolvimento urbano e meio ambiente, a mobilidade e as novas configurações das lutas de classe.

Serviço:

Seminário Internacional Cidades Rebeldes

Quando: de 9 a 12 de junho
Onde: Sesc Pinheiros – Teatro Paulo Autran – Rua Paes Leme, 195 – Pinheiros – São Paulo/SP
Inscrições: Portal Sesc São Paulo
Mais informações: Seminário Internacional Cidades Rebeldes