EN | ES

Sábado Cultural

Publicado em: 27/06/2011

As atividades que preencheram o Território Cultural do último sábado (25), na SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, abrangeram desde oficinas práticas até shows no pátio da Escola.

 

Às 14h, a arquiteta e urbanista Leslie Loreto ministrou uma oficina prática sobre “Resistência de Materiais para Cenografia”, que teve duração de 4 horas. Leslie descreveu os tipos de apoio usados nos trabalhos cenográficos, como engaste, articulação, rótula e carrinho. Para cada um desses, forneceu explicações com relação a movimento, flexibilidade e rigidez, questões indispensáveis na escolha de um material.

 

Em paralelo, ocorreu a apresentação cênica de Brenda Oliver, recepcionista da Escola. Ela, que já fez uma apresentação no mesmo espaço este ano, desta vez, dublou a cantora italiana Lorendana Berté, com a música “Sei Belíssima”. Ao final, ela disse que a apresentação foi, além de uma satisfação pessoal por interpretar a cantora, uma homenagem ao aniversário do diretor executivo Ivam Cabral, que ocorria naquele mesmo dia.

 

As músicas da banda “Socorro Freud” começaram a contagiar a todos às 16 horas. O grupo é formado por Vinicius Guarilha (vocalista), aprendiz de Atuação; Fabricio Cardeal (guitarrista), Rodrigo Mendes (baixista) e Rafael Abranches (baterista) e Servo (percussão), do curso de Sonoplastia. Ao todo, os meninos tocaram 10 músicas em, aproximadamente, uma hora, com destaque para “Humano Demais”, a canção mais pedida pelo público espectador.

 

Na sala 39, ocorria a leitura ativa do 5º ato de “A Gaivota”, de Anton Tchecov. A orientação foi dada pelos coordenadores Rodolfo García Vázquez, Marici Salomão e Francisco Medeiros, dos cursos de Direção, Dramaturgia e Atuação, respectivamente, e pelos formadores Brian Penido, Lucienne Guedes e Alessandro Toller. Durante as três horas, os grupos leram, ao todo, sete textos.

 

O Território foi marcado, também, pela presença de Madalena Bernardes, que aplicou seus conhecimentos de voz em uma oficina vocal voltada à encenação teatral. Os interessados fizeram uma roda e trocaram informações sobre como trabalhar a voz. Madalena explicou, entre outras questões, as reações do organismo de cada pessoa quando se encontram em situações de exposição.

 
Realizado sempre aos sábados na sede da SP Escola de Teatro, o Território Cultural, abriga saraus literários, projeções de filmes, shows, leituras dramáticas, debates com artistas, grupos e pesquisadores, além de espetáculos e palestras. A ideia é que esse evento promova um espaço de ensino permeável e que crie dialogo com a cidade em uma plataforma livre para coordenadores, formadores e aprendizes, além das comunidades do entorno e de outros bairros.

 

Você que se interessa em conhecer um pouco do dia-a-dia dos aprendizes da SP Escola de Teatro ou que busca mais informações sobre os Cursos Regulares, aproveite a oportunidade para conhecer os aprendizes, formadores e coordenadores e passar suas tardes de sábado no Território Cultural. O próximo está previsto para dia 16 de julho. Programa-se.
 

 

Confira as fotos.