Primeiro livro infantil de Ivam Cabral integra a coleção Caderninhos de Educação Ambiental

Publicado em: 13/02/2015

Voltada à conscientização do público infantil para a questão ambiental, a Secretaria do Meio Ambiente, por meio da Coordenadoria de educação Ambiental, lançou recentemente a coleção Caderninhos de Educação Ambiental, uma série de livros escritos por autores renomados e pensados para educar de forma lúdica.

 

Os cinco títulos abordam assuntos igualmente relevantes no quesito socioambiental, como reciclagem, utilização da energia elétrica e cuidado com os espaços naturais.

 

Uma dessas obras, inclusive, foi escrita por Ivam Cabral, diretor executivo da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco. Seu primeiro livro infantil, “Chico só queria ser feliz”, o terceiro da coleção, foca a guarda responsável de animais domésticos. A publicação teve tiragem de 20 mil exemplares, todos distribuídos na rede pública estadual de ensino.

 

O texto, que ganhou ilustração de Marcelo Maffei, narra a história do cãozinho Chico, que vivia num pet shop quando foi comprado pela família Salgado. A empolgação que tomou conta da família no início aos poucos foi dando lugar à indiferença, e o animalzinho que tanto amava seus novos donos passou a ficar de lado, esquecido, até que um dia foi abandonado num parque.

 

A história do labrador caramelo pode ser triste, mas não é definitiva. Isso porque não tem final definido: ao término da trama, o leitor é convidado a dar ele próprio um desfecho para a situação de Chico, mudando seu destino. “A ideia é que a criança sinta-se responsável não apenas por conhecer a história, mas também por conferir novos sentidos a ela, percebendo que tem poder para construir um mundo melhor”, afirma Ivam.

 

Ator, diretor e dramaturgo, Ivam Cabral teve motivos pessoais para fazer sua incursão inaugural na literatura infantil. Chico, o labrador caramelo, é seu cachorro na vida real. Ele o encontrou – ou melhor, Chico o encontrou – em Parelheiros, na virada de ano de 2012 para 2013. “Ele foi abandonado próximo à minha casa e apareceu como um presente para mim. Nunca mais nos largamos. Fiquei me perguntando quem teria cometido uma crueldade daquela, e por qual razão. Depois de algum tempo, surgiu a ideia de escrever um livro infantil dedicado especialmente a mostrar às crianças a importância de cuidar bem dos nossos animais”, comenta.

 

Além de ir parar em livro, a história do cachorro também ganhou as telinhas, na TV Cultura, no programa “Caderninho verde e suas estórias”, com Cris Miguel e Sérgio Serrano. O programa teve até participação do próprio Chico na cena final. Assista na íntegra.

 

O livro pode ser baixado gratuitamente no site da Secretaria do Meio Ambiente.