O Módulo Azul Vai ao Território Cultural

Publicado em: 21/03/2013

Um desafio: criar, em apenas dois dias, uma investigação cênica. E, no terceiro dia, compartilhar esse trabalho com o público. É nessa missão que os aprendizes do Módulo Azul da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco estarão engajados nesta semana, de hoje (20) até sábado (23), quando eles mostram suas cenas, das 9h até as 18h, nas sedes Brás (pela manhã) e Roosevelt (à tarde) da Instituição.

 

Este período é chamado de Experimento. Nesta fase, aprendizes de todas as áreas se reúnem em oito núcleos para criar um procedimento comum. As salas de trabalho são abertas no último dia das experimentações, em eventos chamados de Território Cultural, que acontecem sempre aos sábados.

 

O Módulo Azul abrange os aprendizes do período matutino da Escola e tem como eixo temático a performatividade. Para esse Módulo, o operador – ou seja, o modo por meio do qual as técnicas e conteúdos são trabalhados, sendo geralmente um pensador – é o sociólogo polonês Zygmunt Bauman; o material de trabalho é composto por oito imagens escolhidas pelo corpo docente da Escola, e o pedagogo que serve de referência para os estudos é Romeo Castellucci, diretor teatral italiano.

 

Esse dia de abertura de salas é o primeiro do Módulo. Ao longo do semestre, os aprendizes vão compartilhar com o público suas criações mais duas vezes. Neste sábado, cada núcleo abre sua sala três vezes, com discussão com a plateia na sequência. Os núcleos 1, 4, 5 e 7 o fazem de manhã, no Brás, enquanto os grupos 2, 3, 6 e 8 ocupam a Sede Roosevelt, pela tarde.

 

O Território Cultural é gratuito e aberto ao público.

 

Serviço

Território Cultural: Experimento do Módulo Azul

Quando: Sábado (23), das 9 às 18h

Onde: SP Escola de Teatro – Sede Brás (das 9 às 12h55) e Sede Roosevelt (das 14h30 às 18h)

Sede Brás: Av. Rangel Pestana, 2.401 – Brás 

Sede Roosevelt: Praça Roosevelt, 210 – Centro 

Tel.: (11) 2292-7988 / (11) 3775-8600

Grátis

 

 

Texto: Felipe Del