O livro do mês | “Pai”

Publicado em: 07/03/2014

Todo início de mês, o portal da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco traz uma indicação literária de Maurício Paroni de Castro, diretor e dramaturgo, que também coordena o espaço de discussão informal chamado de Chá e Cadernos, realizado sempre na última sexta-feira do mês, na Sede Roosevelt da Instituição. 

 

Assim, o livro do mês de março, segundo Paroni, é “Pai”, do dramaturgo, romancista, ensaísta e contista sueco August Strindberg. Com tradução de Fatima Sandi e publicado pela Editora Peixoto Neto, a obra está disponível na biblioteca da Escola.

 

“Esta peça alinha-se a um modo de ver a exploração do outro dentro de uma forma bastante aguda e acessível. Strindberg era filho de uma relação de seu pai, homem de classe abastada, com uma empregada. Para ir além dos fundamentais e magistralmente elaborados aspectos autobiográficos, psicológicos e existenciais: vale a pena uma incursão aprofundada neste texto gestado numa sociedade oitocentista norte-europeia que resolveu materialmente a questão, pois há um pararelismo único com o Brasil do século XXI, onde tais problemas sociais persistem”, comenta Paroni.

 

Para se ter uma ideia da leitura:

 

“’Pai’ é um dos mais conhecidos exemplos de seu ‘teatro intimista’. Seu olhar é dirigido para as relações familiares neuróticas. O personagem principal, o Capitão, e sua mulher, Laura, têm opiniões divergentes sobre a educação de sua filha, Berta. Mas, quando o Capitão faz valer suas vontades, Laura dá início a um jogo que provoca no marido uma dúvida assombrosa: seria ele, de fato, o pai de Berta?”.

 

Boa leitura a todos!