Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão
indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.
Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.
EN | ES

O Diretor como Agente Multiplicador

Publicado em: 29/06/2011

Um dos cursos da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco para os quais foram abertas inscrições é o de Direção. Quer fazer parte da turma de aprendizes? Não perca tempo, pois, para este curso, estão disponíveis, apenas, quatro vagas para o período matutino.

 

Para integrar o grupo no próximo semestre, basta se inscrever na secretaria da SP Escola de Teatro e passar pelas duas etapas do Processo Seletivo. Além disso, é necessário possuir cinco anos de experiência em teatro. 

 

Segundo Rodolfo García Vázquez, coordenador do curso, esse último requisito existe pela responsabilidade atribuída a um encenador. “O diretor é multiplicador e, muitas vezes, pedagogo, pois precisa ensinar aos outros a serem atores, cenógrafos, sonoplastas, etc.” Diante disso, a pessoa que dirige uma peça deve estar ciente das funções de cada profissional, bem como capacitado a ensiná-las, quando houver necessidade. 

 

Na opinião do coordenador, o curso espera aprendizes dos mais diferentes perfis sociais, educacionais e econômicos. “Esse é meu sonho e acho que estamos conseguindo”, revela. Ele diz, ainda, que não basta ter talento e vocação; é de extrema importância ter curiosidade, disponibilidade, vontade e, acima de tudo, entrega.

 

Com relação aos que estão inseridos no meio e já desenvolvem algum tipo de trabalho, Vázquez explica que o curso oferece, além da formação básica e generalista sobre a área em questão, instrumentos essenciais para a profissionalização do indivíduo.  

 

Outra questão importante, de acordo com Vázquez, é que a SP Escola de Teatro é uma escola que “não se encaixa nos padrões educacionais pré-estabelecidos”. E, por não estar sob as regras estipuladas pelo MEC, possui liberdade para estar em constante atualização, em busca de melhores formas de transmitir conhecimento. Dessa forma, a Instituição poder ser vista como um “organismo pulsante”, que está sempre aberta a novos olhares. 

 

Fotos: Arquivo SP Escola de Teatro