Luz na Cena

Publicado em: 12/05/2011

O curso de Iluminação, coordenado por Guilherme Bonfanti, tem Nelson Ferreira como formador convidado, que participou tanto da fase do Processo quanto do Experimento.

 

Com formação em manutenção de aeronaves, Ferreira optou por seguir carreira artística e fez cursos como História da Iluminação, Partitura da Luz e Luz, Conceito e Arte. Desde 1983, possui registro no Sindicato de Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversão (Sated) do Estado de São Paulo. Em 2008, se forma em Artes Visuais pela Universidade Cruzeiro do Sul (Unicsul). 

 

Atualmente, Ferreira tem significante vivência profissional na rotina de projetos artísticos, montagem e desmontagem de iluminação nas áreas de teatro, cinema, televisão, bienais internacionais, eventos, vídeos e shows. O formador possui, também, experiência em direção de palco, direção de cena e formação técnica de equipes. 

 

No Teatro Popular do Sesi, o artista visual coordenou por 15 anos as equipes técnica de luz. Por meio do Grupo Tapa, Ferreira “iluminou” as peças “A Serpente”, “Major Barbara”, “Navalha na Carne” e “12 Homens e 1 Sentença”

 

“Como iluminador, creio que eu tenha participado de umas 50 peças, mas se for contar os espetáculos em que atuei em outras funções, o número chega a 200”, comenta Ferreira. “Senhora”, “Chiquinha Gonzaga, Ó Abre Alas”, “Maria Borralheira” e “Péricles o Príncipe de Tiro” são algumas das montagens nas quais Ferreira trabalhou como diretor técnico.

 

O iluminador já assistiu a várias peças fora do Brasil e explica que desenvolve as técnicas seguindo um pensamento baseado no arquivo dos trabalhos do Piccolo de Milão. Na posição de formador, Ferreira cita dois fatores indispensáveis para realizar um bom trabalho: estrutura de apoio com produção técnica e liberdade de improvisação prática.