Joaquim Gama, um Homem do Teatro

Publicado em: 03/08/2010

Em uma brincadeira com os aprendizes nas boas-vindas do primeiro dia do Módulo Amarelo, 3 de agosto, Joaquim Gama, doutor em Artes Cênicas na área da Pedagogia do Teatro pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP), recitou o poema “Prazeres”, de Bertold Brecht.

 

Esse foi o primeiro contato entre Gama e os 200 aprendizes dos Cursos Regulares. Ele agora é o novo coordenador pedagógico da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco. “Estou junto com pessoas que trabalham com teatro, minha área de atuação. É mais que um privilégio estar aqui, porque estabelecemos um marco histórico com a ação artística nessa relação com os aprendizes e com os artistas/formadores dentro da perspectiva da questão da pedagogia do teatro”, afirma Joaquim, falando sobre suas expectativas em sua nova empreitada.

 

Gama sempre teve sua trajetória profissional relacionada às artes do palco. Após se formar em Artes Cênicas, fez um curso técnico na Fundação das Artes de São Caetano, para adquirir o DRT e poder trabalhar como ator e diretor. Hoje, esse homem do teatro possui uma carreira que passa pela atuação, direção, áreas técnicas e de formação.

 

Para ele, produzir arte com a formação e atuar na área acadêmica ajuda a compreender a relação do teatro formal com a pedagogia do teatro “Não há essa cisão em primeiro se aprender como faz teatro para depois efetivamente fazer teatro. A formação se dá exatamente na aproximação com o objeto e com o próprio teatro. A minha expectativa é poder criar essa parceria, fazer parte desse momento histórico e contribuir, criando parcerias de trabalho aqui, dentro da Escola, e fora também. Afinal, a Escola não está voltada somente para ela mesma, já que se abre a outros espaços educacionais”, finaliza.

 

Saiba mais:
Joaquim Gama é mestre e doutor em Artes pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP), docente do componente curricular Jogos Teatrais, na Universidade de Sorocaba (UNISO), onde também é coordenador dos cursos de Licenciatura em Teatro, Artes Visuais, Dança e Música.
Atua também como professor do componente curricular Arte e Educação no Departamento de Educação da Faculdade São Bernardo, encenador do Grupo Experimental de Teatro (GET) e membro da curadoria do Teatro Humboldt.
Suas pesquisas dão ênfase à Pedagogia da Arte e abrangem os seguintes temas: ensino e aprendizagem; teatro, experimentação, jogo popular e jogo teatral; teatro, apreciação e leitura de imagem; corpo, movimento e alegoria.
 

 

 

Texto e Fotos: Renata Forato