Inscrições Estendidas

Publicado em: 16/04/2012

O curso “O Libreto de Ópera: Teoria, História e Prática”, oferecido pelo departamento de Extensão Cultural da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, teve seu prazo para inscrições prorrogado até o dia 27 de abril. Orientado por Ennio Speranza, o curso é o único a ter seu prazo estendido. Os outros três cursos oferecidos pela Escola têm suas inscrições encerradas hoje (16).

 

A proposta do curso é mostrar a relação existente entre o libretista e o compositor na elaboração de uma obra operística, por meio de uma breve história da ópera, do século XVII até a atualidade. As aulas têm como objetivo, ainda, mostrar, com uma série de exemplos, as diversas modalidades da escrita dramatúrgica para a música. Além disso, lançar as bases para a criação de um libreto de ópera. O curso será ministrado em italiano, porém o idioma não é pré-requisito para frequentá-lo, e é voltado a estudantes de Artes Cênicas, escritores, dramaturgos e interessados em ópera.

 

Ennio Speranza nasceu em Roma, cidade na qual vive e trabalha. Alterna as atividades de musicólogo com as de roteirista, escritor e jornalista. Graduado em Letras e diplomado em Violão, fez seu Doutorado em História e Análise das Culturas Musicais. Foi professor contratado em História da Música, na Universidade Sapienza de Roma, e História do Teatro Musical, na Universidade de Veneza.

 

Além de artigos, ensaios de musicologia, verbetes de enciclopédia e traduções, tem, em sua carreira, letras de músicas, contos, textos teatrais, roteiros para cinema e libretos de ópera. É consultor musical, diretor e maestro da RAI 3, televisão estatal italiana.  Atualmente, leciona História da Música Popular.

 

 

Serviço

“O Libreto de Ópera: Teoria, História e Prática”

Quando: 7 a 24 de maio, segunda a sábado, das 14h às 17h

Onde: SP Escola de Teatro

Praça Roosevelt, 210 – Centro

Inscrições Online: 2 a 27 de abril

Divulgação dos aprovados: 2 de maio

Matrículas Online: 3 e 4 de maio

Segunda chamada e matrícula, se houver: 4 de maio

 

 

Texto: Gabriel Gilio