Guilherme Bonfanti por Francisco Medeiros

Publicado em: 30/03/2012

Alguns dos mais importantes grupos teatrais em atividade no Brasil desenvolvem um trabalho contínuo há muitos anos. Dentre eles, sem sombra de dúvida, o Teatro da Vertigem é um dos mais significativos, não só pela ousadia, pela criatividade e pelo espírito inquieto, mas também pela sua incrível capacidade de superar dificuldades e obstáculos.

 

Também muitos destes grupos se mantêm graças à liderança de um núcleo de coordenação que permanece unido, num exemplo de parceria positiva estimulante.

 

É este o caso de Guilherme Bonfanti no mesmo Teatro da Vertigem.

 

A trajetória deste grupo é, muitas vezes, marcada pelo interesse em lançar-se na aventura de “ocupar “ espaços não convencionais e fazer deles um lugar vivo, versátil e desafiador para os artistas e para o público.

 

Nesta aventura, Guilherme Bonfanti tem participação de imenso destaque: criativo “inventor” de fontes alternativas de luz, de ângulos inusitados, de texturas inesperadas. Mas também com imenso domínio da tecnologia de ponta, Bonfanti é uma figura emblemática como artista inquieto, atuante em variadas esferas da produção teatral paulista e brasileira, para além da sua participação no Teatro da Vertigem.

 

Não poderíamos deixar de salientar, ainda, seu interesse em investigar as dimensões artístico-pedagógicas de suas ações, o que o faz um parceiro provocativo e propositivo na vida da SP Escola de Teatro.

 

Para mim, sem demagogia nenhuma, é um privilégio poder estar ao lado de um artista desse gabarito.

 

 

Veja o verbete de Francisco Medeiros e Guilherme Bonfanti na Teatropédia.

 

Para ver os depoimentos dos outros coordenadores da Escola, que compõem a semana em homenagem ao Dia Mundial do Teatro, clique aqui.