Governador Geraldo Alckmin reinaugura sede da SP Escola de Teatro no Brás

Publicado em: 03/07/2017

O governador Geraldo Alckmin e o diretor executivo da SP Escola de Teatro, Ivam Cabral. Fotos: Jonas Lírio/SP Escola de Teatro
 
 
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, reinaugurou, na manhã desta segunda-feira (3), a sede Brás da SP Escola de Teatro, na região central da capital. A cerimônia contou com participação do secretário da Cultura do Estado, José Luiz Penna, e do diretor executivo da Escola, Ivam Cabral. 
 
Durante seu discurso, Alckmin destacou a importância da SP Escola de Teatro na formação de profissionais das artes do palco e na inserção desses trabalhadores no mercado de trabalho brasileiro. “Mais de 70% dos profissionais saem daqui e já trabalham, seja no teatro em navios, shoppings ou para atuar em vitrines. A capacitação é impressionante”, ressaltou.
 
Anualmente, a Instituição forma 2 mil estudantes, participantes dos oito cursos regulares e de cursos de extensão. “Essa é a mais importante escola de teatro do Brasil. Forma diretores, dramaturgos, atores, atrizes, cenógrafos, iluminadores, sonoplastas, figurinistas e técnicos de palco, todos os profissionais voltados para a cultura, para o teatro”, lembrou o governador. 
 
Geraldo Alckmin foi recebido com uma performance do bailarino Marcos Abranches. Em seguida, discursou e descerrou a placa inaugural acompanhado de José Luiz Penna, Ivam Cabral e de coordenadores da SP Escola de Teatro. 
 
Performance do bailarino Marcos Abranches durante a reinauguração da sede Brás da SP Escola de Teatro
 
 
Reforma
 
A sede Brás foi reinaugurada após dois anos de reforma. O prédio histórico – erguido em 1911 e atualmente tombado como patrimônio do Estado – passou por uma restauração de pisos, esquadrias e pintura, reparos das infiltrações nas paredes e readequação do sistema de combate a incêndio, entre outras intervenções. Além disso, foi instalado um elevador acessível e construído um anfiteatro com 148 lugares. O governo investiu 5,4 milhões na obra. 
 
O novo edifício abrigará residências, apresentações, ateliês de marcenaria e figurino, o setor administrativo e a biblioteca da Instituição – cujo acervo, aberto ao público, é exclusivamente destinado a obras sobre Artes Cênicas. As atividades de ensino ficarão divididas entre o Brás e a sede da Praça Roosevelt, onde acontecerão as aulas técnicas de iluminação e sonoplastia em estúdios e também temporadas de espetáculos. 
 
Atualmente, a sede é base da residência artística do programa “Nos Trilhos Abertos de um Leste Migrante”, uma investigação sobre território e migração, desenvolvida pelo Coletivo Estopô Balaio. Para o segundo semestre, estão previstas as residências criativas de dois espetáculos e a oficina “Dramaturgia para Mulheres Imigrantes”, da Cia. Obsessiva.



Relacionadas:

Notícias | 20/ 01/ 2022

Nota de pesar: Morre cantora Elza Soares

SAIBA MAIS

Notícias | 20/ 01/ 2022

10ª edição da SP Transvisão, promovido pela ADAAP, mostra força do universo LGBTQIA+ com shows, debates e documentário; confira a programação!

SAIBA MAIS

Notícias | 20/ 01/ 2022

TBT: Relembre a participação da cartunista Laerte no SPTransvisão há 9 anos!

SAIBA MAIS