François Kahn encena Moloc

Publicado em: 22/08/2012

Além de ministrar aulas para os Aprendizes de Atuação do Módulo Amarelo na SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, um dos maiores nomes do teatro contemporâneo, François Kahn, em cujo vasto currículo constam a atuação no Teatro Laboratório Jerzy Grotowski, em Wroclaw, Polônia (de 1975 a 1986) e a participação como ator e dramaturgo em espetáculos dirigidos por Roberto Bacci, no Centro de Experimentação Teatral de Pontedera, na Itália, também encenará o monólogo “Moloc”, nas próximas segundas-feiras (dias 27 de agosto e 3 de setembro), na Sede Roosevelt da Instituição, a partir das 20h, com entrada franca.  O espetáculo é aberto ao público e tem censura de 18 anos.

A peça foi produzida a partir de notas sobre o julgamento em que Allen Ginsberg (poeta americano da geração beat) foi testemunha de defesa, num processo político dos Estados Unidos de 1969. Durante os dois dias de interrogatório, o procurador o atacou de modo muito violento, para mostrá-lo sob uma ótica ruim.

Ginsberg foi atacado em quatro direções: na religião, porque ele se dizia budista, o que na época era escandaloso para os americanos protestantes; nas drogas, porque Ginsberg defendia o uso da maconha e havia processos contra ele por uso da erva proibida; na homossexualidade, porque ele se declarava homossexual, o que era um escândalo absoluto, e na poesia, pois ele defendia sua visão da poesia como um ato natural do ser humano que, como tal, deveria ser respeitado.

O procurador queria provocar Ginsberg e pediu para ele ler alguns poemas considerados escandalosos. Ele aceitou fazê-los, mas deu uma explicação e um sentido a todos.  “O que Ginsberg disse é sempre verdade e atual. A sociedade é um pouco mais permissiva, mas no fundo as coisas são as mesmas”, diz Kahn.

Aos jovens atores, o francês deixa um precioso conselho: “O desafio é muito importante na formação de um ator, mas a coisa do medo, não. O desafio é fundamental. É preciso que haja um desafio, senão não tem valor, não tem superação de dificuldades”.

 

Serviço
“Moloc”

Monólogo com o francês François Kahn

Quando: Segundas-feiras, dias 27 de agosto e 3 de setembro, às 20h

Onde: Sede Roosevelt da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco

Praça Roosevelt, 210, Consolação
Entrada franca.

 

Informações:
SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco
Fone: (11) 2292-7988
Horário: de 2ª a 6ª feira, das 9h às 18h
Majô Levenstein /majolevenstein@spescoladeteatro.org.br

 

Secretaria de Estado da Cultura

Ligia Gama: 11 2627-8164/ lgama@sp.gov.br

Renata Beltrão: 11 2627-8166/ rmbeltrao@sp.gov.br