Festival de Teatro de Curitiba 2011

Publicado em: 29/03/2011

O Festival de Teatro de Curitiba, considerado uma referência no cenário teatral brasileiro, já tem lugar garantido na agenda dos apaixonados pelas artes cênicas no Brasil e no mundo.
 

Idealizado por Leandro Knoplholz e Carlos Eduardo Bittencourt e organizado com a ajuda de Cássio Chamecki e Victor Aronis, a primeira edição do evento, em 1992, já contou com a participação de grandes nomes do teatro brasileiro, como José Celso Martinez Corrêa, Antunes Filho, Gerald Thomas, Cacá Rosset e Gabriel Vilela.
 

Ao longo dos anos, o Festival tornou-se uma grande vitrine para artistas e companhias de teatros do Brasil e do exterior. É considerado um espaço para todas as artes que reúne, além de teatro, dança, circo e stand-up.
 

Em 2011, o evento terá 13 dias de programação e será realizado entre 29 de março e 10 de abril. A intenção é levar o teatro cada vez mais para todas as regiões da cidade.
 

O espetáculo “O Último Stand-Up”, inspirado num poema de Marguerite Yourcenar, fará sua estreia, no Teatro Paiol, na quinta-feira (31/03). Com direção de Fábio Mazzoni, a peça conta com a atuação de Ivam Cabral, diretor executivo da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, além de Carlinhos Mazzoni, Laerte Késsimos e Silvia Wolff.
 

“Para falar a verdade, não há como explicar a sensação. O esperar alguma coisa desse tipo de evento é complicado”, diz Mazzoni, diretor da peça e assessor do Programa Kairós da SP Escola de Teatro.
 

Além da mostra oficial, o Festival também promove uma mostra paralela, o Fringe, que foi criado na sétima edição do Festival, em 1998, e é inspirado no modelo do Festival Internacional de Edimburgo, Escócia, onde, em 1947, coletivos e grupos teatrais, que não estavam na programação oficial, resolveram criar um evento paralelo, do qual pudessem participar.