Efervescência Cultural

Publicado em: 28/03/2011

Leituras dramáticas, performances e palestras rechearam a programação do Território Cultural, organizado pela SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, no último sábado (27). 

 

Logo pela manhã, o palco do teatro Anhembi Morumbi foi tomado por aprendizes de Atuação e Sonoplastia para a leitura dramática do texto “O Espírito do Teatro”, de José Rubens Siqueira. Em seguida, para finalizar a manhã, um espaço de reflexão e discussão foi aberto e Joaquim Gama, coordenador pedagógico da SP Escola de Teatro, abordou temas de interesse coletivo.

 

Os aprendizes de todos os cursos e períodos encheram a sede provisória da Escola durante a tarde. “A escola estava bem agitada, muitas coisas diferentes estavam acontecendo. Pelos corredores havia pessoas falando sobre arte e fazendo arte. Isso é maravilhoso!”, revelou Juliana Tristão, aprendiz do curso de Cenografia e Figurino.

 

Com direito a churrasco e piscina de plástico, logo de cara, os participantes se deparavam com uma performance dos aprendizes de Direção. A ação, que durou toda a tarde, teve como tema o isolamento das pessoas na sociedade contemporânea e, em um “condomínio fechado” por fitas de isolamento no pátio da Escola, os aprendizes faziam uma festa como se mais nada estivesse acontecendo ali.

 

As atividades do Território Cultural ocorreram simultaneamente e, dentro das salas de aulas lotadas, a programação contou ainda com um encontro com o ator Pascoal da Conceição; uma palestra com o palhaço e diretor Hugo Possolo; um ensaio aberto do espetáculo “Memórias Póstumas de Hamlet”, com o Coletivo Más Caras; uma apresentação do filme “Moscou”, de Eduardo Coutinho; um workshop de dança, com o coreógrafo Sandro Borelli; uma palestra com Venício Fonseca, fundador do Grupo Moitará, do Rio de Janeiro; e um encontro com o Coletivo Teatral OPOVOEMPÉ.

 

Além disso, os aprendizes do curso de Iluminação organizaram uma exposição de processos criativos realizados em sala de aula e, em meio a muito papel, lápis, giz e caneta, os aprendizes de Cenografia e Figurino tiveram a oportunidade de participar de um workshop de desenho com modelo vivo.

 

“A instalação dos novos alunos de Iluminação foi surpreendente”, revelou a aprendiz de Iluminação Iza de Nina. “Alguns se destacaram em sua pesquisa relacionada a técnica e novos materiais ao utilizar barras de gelo e leds.  Teve até instalação com referência ao Duchamp! O que chamou bastante atenção foram as diversas maneiras de utilziação do led. Apareceram até luminarias com sacos de água, barra de gelo e traquitanas mecânicas. Adorei.”

 

Juliana Tristão, aprendiz de Cenografia e Figurino, participou do workshop de desenho com modelo vivo e explicou que achou a atividade muito importante pois estimula a agilidade. “Achei muito legal que a Escola tenha pensando nisso. A aula foi ótima, de muita concentração. Cada um com o estilo totalmente diferente mostrando o seu olhar individual, único”, concluiu.

 

O Território Cultural é realizado quinzenalmente pela SP Escola de Teatro e oferece uma programação que estimula o conhecimento sobre as mais diversas áreas das artes do palco. O evento é gratuito e aberto ao público. Fique atento. O Território Cultural marcado para sábado, 9 de abril, trará uma nova programação.