Cineclube SP exibe filme sobre homicídios de jovens negros cometidos pela PM do Rio

Publicado em: 10/06/2019

A justiça seletiva, que persegue pessoas negras e pobres, é tema do documentário “Auto de Resistência”, exibido nesta terça no Cineclube SP. A sessão gratuita acontece na sede Roosevelt da SP Escola de Teatro, a partir das 20h.

O filme de Natasha Neri e Juliana Farias retrata casos de homicídios praticados pela Polícia Militar do Rio de Janeiro contra jovens, sob a justificativa de legítima defesa, mas cujas vítimas sequer estavam envolvidas em crimes.

“Os julgamentos escancaram uma série de irregularidades por parte da polícia: provas plantadas contra as vítimas, depoimentos incoerentes e mentirosos, abuso de poder, a defesa de que policiais deveriam ter o ‘direito de matar’, sem o qual não poderiam desempenhar a profissão”, escreve o crítico Bruno Carmelo, do site Adoro Cinema.

PROJETO

Atividade de contrapartida do Programa Kairós, esta edição do Cineclube SP tem como objetivo exibir filmes dirigidos por mulheres. A cada encontro, sempre à terças-feira, é realizado um bate-papo após a exibição do longa, mediado por estudantes da SP Escola de Teatro.




Relacionadas:

Notícias | 18/ 06/ 2019

Instituto Mais divulga lista de convocados para o Segundo Momento do Processo Seletivo 2/2019

SAIBA MAIS

Notícias | 17/ 06/ 2019

Festival Niterói em Cena está com inscrições abertas para espetáculos

SAIBA MAIS

Notícias | 17/ 06/ 2019

Egressos da SP Escola de Teatro integram coletânea “Dramaturgia Negra”

SAIBA MAIS

 

O site da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco está sob licença Creative Commons. A cópia e a reprodução de seu conteúdo são autorizadas para uso não-comercial, desde que citado o devido crédito ao site, aos autores e fotógrafos. Não estão incluídas nessa licença obras de terceiros.

Para reprodução com outros fins, entre em contato com a Escola.

Assisdesign