Bonecos leitores

Publicado em: 26/06/2013

Aos poucos, foram chegando crianças, curiosas com o que estava acontecendo naquele lugar decorado com balões, música e estantes cheias de livros. Elas se aproximavam, sentavam-se e escolhiam um deles para ler. Da mesma forma que os pequenos, adultos – dentre esses, vários idosos – alteravam seus trajetos e agarravam revistas e livros.

 

As obras que iam parar em suas mãos faziam parte do acervo permanente da Biblioteca da Sede Roosevelt da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco. Elas foram levadas até o Parquinho Infantil da Praça Roosevelt no último dia 8, em uma ação que tinha como proposta “incentivar a leitura entre a comunidade do entorno da Escola”, segundo o diretor executivo da Instituição, Ivam Cabral.

 

Naquele dia, o espaço ganhou uma ambientação especial, projetada pela formadora do curso de Cenografia e Figurino, Telumi Hellen, com participação de aprendizes de Cenografia e Figurino e Técnicas de Palco, que montaram o local, e de Sonoplastia, responsáveis pelo som ambiente. 

 

“Foi um experimento para conhecer o público, para vermos como podemos fomentar a leitura. A ambientação foi bem simbólica, feita com balões, para dar um clima de festa e atrair o público ao evento. Essa primeira ação foi enriquecedora e nos abriu novas percepções”, diz Telumi. “Só pelas crianças, já valeu ter participado”, observa Drika Dias, aprendiz de Técnicas de Palco.

 

Um dos detalhes da cenografia eram dois “bonecos leitores”. Feitos de papelão, madeira e papel de jornal, eles apareciam “lendo” livros. Um deles, que ganha vida na seção Click! desta semana, ocupa-se de um “#mdrama”, livro publicado pela Instituição como resultado de um concurso cultural realizado via Twitter, no qual os participantes deveriam escrever uma peça de teatro com, no máximo, 140 caracteres.

 

 

Texto: Felipe Del