Batendo um Papo com Eduardo Moreira

Publicado em: 13/03/2012

Teatro de Grupo e Teatro de Rua são os assuntos que norteiam o Bate-Papo Online da próxima quinta-feira (15), no Portal da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, com a presença virtual do convidado Eduardo Moreira. Interessou? Então, prepare suas perguntas e acesse o site às 16h da data marcada.

 

Nascido no Rio de Janeiro, Moreira mudou-se para Belo Horizonte ainda adolescente. Aos poucos, passou a se envolver com o teatro e percebê-lo como religião. Assim, sem nunca ter frequentado uma escola de atuação, interpretou em espetáculos no prédio da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Minas Gerais (Fafich/UFMG). Na mesma época, participou de “Murro em Ponta de Faca”, dirigido por João Marcos Machado Gontijo.

 

A veia artística, então, começou a pulsar cada vez mais forte. Insatisfeito com os cursos de Direito e de Letras, resolve dedicar-se apenas ao teatro, participando de oficinas. Até que, em 1981, à convite do ator Javert Monteiro, integra o elenco de “Me Aperta, Te Aperta, Te Espeta”, montagem que fez temporadas no Rio e em São Paulo e venceu o Prêmio Mambembe.

 

De volta à BH, o artista mergulha definitivamente no universo teatral, após frequentar oficinas de teatro dos alemães Kurt Bildstein e George Froscher, do Teatro Livre de Munique. Desses encontros, originou-se o Grupo Galpão, do qual Moreira é um dos fundadores e diretor artístico. Desde então, participou de todas as montagens da trupe, seja como ator, diretor ou assistente de direção. 

 

Paralelamente aos trabalhos com o Galpão, Moreira dirigiu espetáculos no Galpão Cine Horto, além de realizar parcerias com os grupos Dell’Arte, da Califórnia (EUA);  Clowns de Shakespeare, de Natal (RN); Teatro da Cidade, de São José dos Campos (SP), com os mineiros da Cia. Malarrumada de Teatro e do Grupo Maria Cutia de Teatro, entre outros.

 

No cinema, o ator já interpretou em produções como “O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias”, de Cao Hamburger; “Batismo de Sangue”, de Helvécio Ratton; “Mutum”, de Sandra Kogut; “Antes que o Mundo Acabe”, de Ana Luiza Azevedo; além de ter atuado em curtas como “O Crime da Atriz”, de Elza Cataldo; “Rua da Amargura” de Rafael Conde, e dirigido o curta-metragem “Tricoteios”.

 

 

Serviço

 

Bate-Papo Online com Eduardo Moreira

Tema: Eduardo Moreira: Teatro de Grupo e Teatro de Rua

Quando: Quinta-feira (15/3), das 16h às 17h

www.spescoladeteatro.org.br/chat

 

 

Texto: Felipe Del