Andreato em Dose Tripla

Publicado em: 29/07/2011

Elias Andreato, ator, diretor e orientador do curso de Difusão Cultural “Performance do Cantor no Palco”, oferecido pela SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, é um artista inquieto. Só para se ter ideia do volume da sua produção cultural, neste momento, o artista responde por três montagens em cartaz na cidade. 

 

De múltiplos talentos, além de adaptar o texto, Andreato dirige “Édipo Rei” e, de quebra, atua na montagem, interpretando o vidente Tirésias. O espetáculo, que tem no elenco Eucir de Souza, Tânia Bondezan, Romis Ferreira e outros, estreou no Festival de Curitiba (2011) e está  cartaz  no Teatro Eva Herz. 

 

Sua ligação com a tragédia grega, porém, é bem anterior à estreia de “Édipo Rei”. Em 1983, Andreato fez parte do elenco de outra montagem do mesmo texto, na época dirigida por  Márcio Aurélio e, na qual, ele deu vida a Creonte, ao lado de Renato Borghi e Ítala Nandi, que interpretavam Édipo e Jocasta, respectivamente.

 

Andreato assina também a adaptação e direção de “Cruel”, baseada em “Creditors” (Os Credores), de August Strindberg. A montagem, que está em temporada no Teatro Faap, reúne no palco os atores Reynaldo Gianecchini, Erik Marmo e Maria Manoella.

 

A história retrata a vida de Gustavo, Tekla (sua ex-mulher) e Adolfo (atual marido de Tekla). Para se vingar, Gustavo se reaproxima de Tekla. Ingênuo, inseguro e manipulável, Adolfo é tão apaixonado pela mulher, que a considera uma santa. É um “inimigo” fraco, diante de Gustavo. Tekla, por sua vez, é uma mulher linda, forte e independente e, por ser o objeto de desejo de ambos, se torna o pivô da história repleta de crueldade e mistérios. 

 

Incansável, Andreato ainda responde pelo roteiro e direção de “Que Rei Sou Eu?”. O espetáculo se baseia em textos de Oswald de Andrade e Bertold Brecht e convida o público para conhecer músicas de diferentes épocas.

 

O cenário é composto por painéis inspirados nas obras “Abaporu” e “Carnaval em Madureira”, da pintora Tarsila do Amaral. No elenco, aparecem Renato Borghi, Patrícia Gasppar e Jonathan Harold. 

 

 

Serviço

“Édipo Rei”

Quando: Até 30 de agosto. Terças, às 21h.

Onde: Teatro Eva Herz

Av. Paulista, 2.073 – Bela Vista

Tel.: (11) 3170-4059

Ingressos: R$40

 

“Cruel”

Quando: Até 4 de outubro. Segundas e terças, às 21h.

Onde: Teatro Faap

R. Alagoas, 903 – Higienópolis 

Tel.: 3662- 7233

Ingressos: R$40

 

“Que Rei Sou Eu?”

Quando: 2 de agosto, às 16h.

Onde: Galeria Olido – Sala Olido

Av. São João, 473 – Centro

Tel.: (11) 3331-8399 / 3397-0171 

Ingressos: Entrada Franca*

 

*Ingressos devem ser retirados 1h antes do espetáculo

 

Foto capa: Elias Andreato / Divulgação