Extensão Cultural / INSCRIçõES ABERTAS

Conceito, metodologia e criação em dança aérea em cordas elásticas e estáticas

Explorar técnicas de rapel, diversos tipos de dança, condicionamentos físicos no chão e pendurados e técnicas de segurança vertical. Desenvolver a técnica e pesquisa da dança aérea, criando novas possibilidades em fusão com as linguagens da dança, do circo e do teatro. Criando um espetáculo no final do processo com todo o conteúdo do curso. Fazendo com que todos participem do processo criativo do mesmo.

Orientadora: Suzi Arruda

circle De 1º de abril a 5 de junho de 2019
Segunda e quarta – Das 15h às 18h
Local: Sede Brás - Av. Rangel Pestana, 2401 • Brás


INSCREVA-SE AQUI Seta Seta

Suzi Arruda é bailarina e acrobata aérea, formada em Educação Física e com larga experiência em circo e dança. Estudou acrobacias aéreas na Chapito( Portugal). Há mais de 10 anos vem desenvolvendo uma pesquisa de aparelhos aéreos em fusão com diversos estilos de danças e performances.. Participou de diversas convenções e festivais pelo Brasil e países da Europa e América do Sul. Participa como Interprete-criadora do NAC (Núcleo Ares de Criação) do Grupo Ares. É bailarina do grupo de músicas étnicas Pedra Branca. Além disso é a Diretora Artística da Cia Gravidade.

Público
Acima de 18 anos. Aprendizes de teatro, dança, circo e interessados em geral já com alguma experiência em atividade corporal. 25 vagas

Seleção
Preencher ficha de inscrição com dados, carta de interesse, breve currículo. Enviar um vídeo contando um pouco de sua formação e interesse no curso e outro de alguma apresentação já realizada.

Cronograma das inscrições:
Inscrições: 7 a 25 de março
Aprovados: 28 de março
Matrícula online: 28 de março


O jogo teatral como processo de criação

Como iniciar um processo de criação no teatro? Como o jogo teatral pode contribuir para o processo criativo colaborativo? Partindo destas questões serão realizadas investigações cênicas, por meio dos jogos teatrais e do conceito de modelo de ação brechtiano, com o intuito de ampliar e inspirar novas possibilidades de criação e leitura da cena.

Orientador: Robson Catalunha

circle De 16 de abril a 18 de junho de 2019
Terças e quintas – Das 19h30 às 22h30
Local: Sede Roosevelt / Praça Roosevelt, 210 • Centro


INSCREVA-SE AQUI Seta Seta

Robson Catalunha em sua formação destaca o Centro de Pesquisas Teatrais, de Antunes Filho. Integrante do Satyros, já foi dirigido por Ingrid Dormien Koudela, Fernando Neves (d´Os Fofos Encenam) e Maria Alice Vergueiro, em “Why the Horse?”. Também foi dirigido por Robert Wilson, em “Garrincha – Uma Ópera de Rua” (2016), e, nos últimos dois anos, foi um dos artistas selecionados para o The Watermill Center, laboratório de inspiração e performance, do referido diretor, em Nova Iorque, onde iniciou pesquisa sobre performance e performatividade.

Público
Acima de 16 anos. Atores, bailarinos, dramaturgos, músicos, iluminadores, cenógrafos e interessados em geral. 35 vagas

Seleção
Preencher ficha de inscrição com dados, carta de interesse e breve currículo

Cronograma das inscrições:
Inscrições: 14 de março a 7 de abril
Aprovados: 10 de abril
Matrícula online: 12 de abril


Introdução ao jogo do palhaço e comunicação em Libras

Com base no Teatro do Gesto, jogos de improviso e introdutórios à máscara do palhaço este curso pretende ampliar o repertório criativo, estético e crítico dos artistas que se comunicam por meio das libras e da população surda.

Orientadores: Daniela Biancardi e Dênis Goyos (Jogos teatrais e Palhaçaria) e Wesley Leal (Libras)

circle De 15 de abril a 24 de junho de 2019
Segunda e quarta – Das 19h30 às 22h30
Local: Sede Roosevelt - Praça Roosevelt, 210 • Centro


INSCREVA-SE AQUI Seta Seta

Daniela Biancardi é atriz, comediante e diretora artística dedica-se à pesquisa do teatro cômico e gestual há 20 anos. Formada pelo Teatro-Escola Célia Helena, École Internacionale de Theâtre Jacques Lecoq (Paris) e Kiklos Teatro Scuola Internazionale (Itália). Foi a primeira palhaça brasileira convidada para uma expedição dos Palhaços Sem Fronteiras. Ganhadora do Prêmio Claudia em 2011 por seu conjunto da obra. Atualmente integra o corpo de docentes do Curso de Humor da SP Teatro e Centro de Artes Célia Helena.

Dênis Goyos é ator formado pelo Teatro Escola Célia Helena. Aprofundou estudos na linguagem do palhaço como aluno de Giovanni Forest, Léo Bassi, Philippe Gaulier, Ésio Magalhães, Ricardo Puccetti, Cristiane Paoli-Quito, Bete Dorgam, entre outros. Compõe o elenco da Cia. do Quintal e Doutores da Alegria.

Wesley Leal é ator, técnico em arte-dramática pelo Senac Lapa-Scipião. Graduado como educador – Licenciatura em artes com habilitação em teatro pela FPA (Faculdade Paulista de Artes) e pós-graduado como tradutor-intérprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais). Paralelo ao teatro e a Libras estudou dança clássica, contemporânea e dança-teatro em São Paulo. Desenvolve sua pesquisa com foco na junção da Língua Brasileira de Sinais com as linguagens da arte.

Público
Acima de 18 anos, projeto destinado à população surda e usuários da Libras, bem como dançarinos e mímicos interessados. 25 vagas

Seleção
Preencher ficha de inscrição com dados, carta de interesse e breve currículo

Cronograma das inscrições:
Inscrições: 7  a 31 de março
Aprovados: 8 de abril
Matrícula online: 9 de abril





O site da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco está sob licença Creative Commons. A cópia e a reprodução de seu conteúdo são autorizadas para uso não-comercial, desde que citado o devido crédito ao site, aos autores e fotógrafos. Não estão incluídas nessa licença obras de terceiros.

Para reprodução com outros fins, entre em contato com a Escola.

Assisdesign